quinta-feira, junho 05, 2008

Limpeza da Casa

Hoje apetece-me partilhar convosco a minha limpeza da casa, não estou a falar, como é óbvio, da limpeza física, se bem que essa também é muito importante.
A limpeza espiritual da casa tornou-se algo vital para mim, não apenas para limpar más energias, mas também pela disciplina de mensalmente me dedicar à limpeza dos espaços que habito. Diariamente vamos agarrando energias e nem sempre conseguimos perceber que isso aconteceu, depois quando chegamos a casa e relaxamos acabamos por estar a enviar essas energias para os nossos espaços pessoais. Ter um Guardião é muito importante também, pois ele ajudará a limpar essas energias, mas não lhe devemos deixar todo o trabalho, ele apenas ajuda, mas a grande parte deverá ser nossa. Vejo as coisas assim, nas pequenas coisas sou eu que me desenrasco, naquelas que forem muito fortes ele estará cheio de energia e livrar-se-á delas sozinho. Temos ainda uma outra situação, ao morarmos com pessoas que não estão conscientes deste tipo de processos, às vezes torna-se num trabalho ainda mais complicado pois teremos de estar constantemente alerta para ver quando essa pessoa traz algo consigo que deverá ficar lá fora. Nestas situações eu confio no Guardião da Minha Casa, pois ele encarregar-se-á de limpar o que o outro trouxer a mais, pois eu nunca farei nada que o outro não peça.
Assim, com tantas situações a poderem ocorrer e para dar pouco trabalho ao meu Guardião, decidi que todos os meses faria uma limpeza espiritual à casa.
Comecei por escolher um número que me fizesse sentido e assim, todos os dias 3 de cada mês faria a limpeza.
Começava por fechar o Círculo Mágico, expunha as minhas intenções e fazia uma oração. Colocava num turíbulo carvão com Benjoim a queimar e na marcha solar, começando na porta principal, ia defumando o espaço, visualizando uma Luz Branca a preencher a casa. Entretanto escolhia uma vela para ser consagrada e ultilizada durante o mês seguinte em caso de necessidade.
Quando terminasse, acendia uma vela branca, depois de a marcar com a minha energia, para que todas as impurezas que tivessem escapado pudessem ser queimadas com aquela Luz.
Enquanto a vela queimava, ia de janela em janela, porta em porta, a qualquer espaço que fosse uma abertura da casa para o exterior e desenhava com a Varinha Mágica um pentagrama de banimento, quem não tiver pode utilizar os dois dedos da mão direita e desenha o pentagrama enquanto embacia o vidro com o seu hálito.
No fim disto, fazia ainda uma meditação para visualizar espaço completamente limpo, criando uma egregor à volta da casa, ou seja, criando um animal energético que esteja sempre à volta da casa consumindo toda a energia negativa/prejudicial à casa e às pessoas que nela entrem.
Por último, e só depois de abrir o Círculo, faço uma dança com uma música muito pessoal, para que toda a energia convocada seja dispersa e a casa volte a estar em sintonia comigo. A música é sem dúvida um dos elementos importantes, pois através dos sons vamos conseguindo sintonizar os nossos chakras, limpando-os e eliminando qualquer resto que tenha ficado.
Depois de iniciar este tipo de limpeza, muita coisa foi mudando, estamos mais tranquilos, determinadas pessoas deixaram de frequentar a minha casa, sentimo-nos cada vez mais tranquilos quando aqui estamos, enfim, tornou-se num lar mais lar. Aconselho vivamente que estas limpezas sejam feitas pois acreditem, nada de negativo ficará cá em casa e sempre que sentirem que as coisas estão estranhas acendam a vela que consagraram para o vosso Guardião.
Desejo-vos boas limpezas, aquilo que aqui ficou dito foi a minha experiência inicial, que à medida que vão sendo concretizadas vão-se alterando. Criem os vossos próprios rituais de limpeza e deixem a vossa criatividade fluir.

Num dia de Júpiter, do Arcanjo Saquiel e de São Bonifácio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...