segunda-feira, julho 07, 2008

As pistas e as respostas no Caminho do Equilíbrio

Para hoje reservo uma citação que me surgiu na altura certa. E depois desta citação vou divagar um pouco sobre as coincidências que eu prefiro chamar de sintonias.

Os que buscam nunca se perdem, porque o espírito está sempre a guiá-los
O mundo do espírito está sempre a oferecer pistas aos que buscam;
as pessoas comuns chamam a estas pistas coincidências

Para um mago não há coincidências:
qualquer acontecimento ocorre para expor outra camada da alma
O espírito quer conhecê-lo. Para aceitar o seu convite é preciso ter confiança
Quando procurar, comece no seu coração – a gruta do coração é o lugar da verdade.
in O caminho do Mago de Deepak Chopra

Depois de uma semana muito confusa, onde quase não conseguia ver a luz ao fundo do túnel, recebi esta mensagem e fiquei mais tranquila.
Todos os acontecimentos da nossa vida nos servem de pistas, eu acredito nesta verdade, ela ecoa dentro de mim e faz luz, por isso a aceito como verdade. Os pequenos acontecimentos da semana, como o do cantoneiro que já falei, serviram para me colocar de novo em sintonia com esta verdade. Ao princípio não lhe prestei uma atenção especial, julguei ter percebido a mensagem e coloquei-o em correspondência com a mensagem que retirei do filme Speed Racer, mas a verdade foi que o meu coração não ficou satisfeito com essas pequenas aquisições e em vez de rejubilar ia ficando cada vez mais vazio. Fazia tanto tempo que não sentia esse vazio, que no início não o consegui compreender, a mente ficava cada vez mais confusa e não descodificava as pistas que me iam surgindo. Bateu tão forte que não me deixou outra solução senão ir dentro de mim e carpir esta mágoa, mesmo não sabendo de onde vinha.
Entreguei-me à desolação, decidi não mais resistir e mergulhar dentro da dor. Carpi todas as mágoas, os olhos verteram toda a água necessária, a garganta rebentou de tanta dor, provocada pela quantidade de sapos engolidos, o corpo perdeu as forças, e no fim, a alma saiu revigorada.
Uma das minhas filosofias é acreditar que só eu sei as respostas para a minha vida e partindo deste princípio, raramente peço ajuda, seja a pessoas amigas, seja às entidades protectoras. Acredito também que devo deixar as pequenas coisas a meu cargo e não sobrecarregar o meu anjo da Guarda ou o meu Guardião Pessoal com pequenas coisas. Acreditei que o que se passava comigo era uma pequena coisa, insignificante até, uma tensão pré-mestrual, por exemplo, e por isso não pedi ajuda.

Quando me dispus a entregar ao sentimento, aconteceu algo maravilhoso! Na minha frente surgiu o meu Guardião Pessoal e falou comigo, com a sua ajuda compreendi o que me estava a acontecer e percebi que tudo me tinha levado àquele momento para eu o conhecer. Foi um momento mágico como há muito não presenciava.
Tudo isto para reflectir sobre as coisas que nos acontecem na vida, nada é por acaso, não há coincidências, tudo tem uma razão de ser, e essa razão é simples, encaminhar-nos na vida que escolhemos.
Todas as acções na vida têm uma consequência, é o tal efeito de borboleta que nos ensina que por mais pequena e insignificante que seja a acção as consequências podem ser enormes. Assim, tudo o que nos acontece advém do Karma que semeamos. Se tivermos tido uma boa acção, colhemos no futuro coisas boas, é o Bom Karma; se tivermos tido más acções, colheremos maus acontecimentos, é o Mau Karma. Claro que isto do Bom e Mau Karma será relativo, até o Mau Karma servirá para nos colocar no Bom Caminho, tudo dependerá da forma como o aceitarmos. O problema é que este Karma nem sempre vem no momento em que realizamos as más acções, por vezes vem quando já nos esquecemos do que fizemos e assim torna-se difícil de compreender o que está a acontecer. Portanto, é aqui que entra o nosso Anjo Guardião. Ele sabe perfeitamente por que nos está a acontecer determinada coisa, ele tem a resposta quando nós não a conseguimos encontrar.
Agora atenção, depois de sabermos que tudo tem uma consequência, temos de começar a ter mais atenção no que fazemos, pois creio que o Karma atacará em proporção à consciência que revelamos ter das coisas.
É importante para qualquer caminho que decidamos fazer ter esta regra em mente, pois temos de ter em mente que só há um responsável por tudo o que acontece na nossa vida, nós próprios.

Num dia de Lua e do arcanjo Gabriel, de Santa Pulquéria e de São Cláudio

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...