sábado, julho 26, 2008

Mudanças interiores

Esta semana foi intensa em todos os aspectos e nos últimos dias não tenho tido muito tempo para escrever, hoje recupero essa falta. Nunca pensei que me fosse fazer tanta falta ter tempo para divagar neste meu espacinho especial, às vezes somos assim surpreendidos.
As últimas semanas foram de facto muito intensas, vivi coisas de forma interior muito fortes, que me fizeram pensar, reflectir, meditar, sonhar, acreditar, e depois de tudo isso, crescer, mudar.
Uma das primeiras coisas que mudou em mim foi a forma de sentir e de pensar sobre as vidas passadas.
Nas semanas que se antecederam coloquei aqui uns textos sobre esse assunto e, na altura, afirmei que não tinha importância saber quem fui, mas sim quem sou nesta vida. Hoje, depois de muitos acontecimentos que se passaram, mudo a minha opinião. Até aqui, acreditava, pela minha experiência, que as Vidas Passadas não tinham interesse a não ser se revelassem dificuldades nesta vida, ou seja, se eu tivesse medos, dúvidas, impedimentos que não fossem justificáveis através desta vida. Porém, hoje compreendo que como sou mais do que este corpo, as minhas experiências de outros tempos, outros espaços, têm uma influência directa sobre quem actualmente posso ser. Compreender, ou trazer à luz da mente, as várias experiências que já vivi podem-me ajudar a definir melhor quem quero ser neste presente. Se o meu passado imediato influencia quem sou actualmente, como pode o mesmo não acontecer com o passado mais remoto. A minha essência esteve sempre lá, é essa essência que está a tentar evoluir e, por conseguinte, as suas vidas passadas mostram-me o seu caminho, podendo ajudar-me a compreender melhor qual a tarefa a que me destinei nesta vida. Assim, resta-me dizer “Que bom, eu não estagnar nas minhas certezas. Que bom é este desejo de me conhecer, pois ele é o meu motor de avanço. Que bom é eu nunca parar de me questionar e de questionar o mundo à minha volta, só na dúvida pode surgir a resposta para a próxima pergunta.” As restantes mudanças não podem ser qualificáveis ou quantificáveis, apenas sei que advieram de muitas experiências que ocorreram durante duas semanas. Uma dessas mudanças ocorreu da própria mudança de mentalidade que sofri ao compreender o assunto anterior, ao ter descoberto a porta que me dá acesso a esse mundo, tão difícil de encontrar, e ao seu Guardião.
Logicamente e seria ignóbil da minha parte, já para não dizer ingrato e falso, a mudança advém em grande parte do ritual de Sírio realizado na passada quarta-feira, numa hora de Mercúrio e com a Lua em Peixes. Este Ritual vincou ainda mais em mim o meu comprometimento em seguir este Caminho que eu própria escolhi, abrindo as vias que até agora poderiam estar encerradas por falta de visão própria ou fé.
A juntar a esta experiência veio o livro A Sacerdotisa de Avalon de Marion Zimmer Bradley e Diana L. Paxson, que me abriu uma janela dentro da minha alma e uma porta na minha mente, ajudando-me a aumentar a minha capacidade de compreensão sobre a evolução das Religiões.
Foram de facto duas semanas muito intensas, em viagens exteriores e interiores, mas na maioria das vezes não se precisa de sair de casa para se fazerem as maiores viagens.
Por toda esta evolução interior, obrigada!

Num dia de Saturno e de Cassiel, de Santa Ana e de São Rafael
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...