terça-feira, fevereiro 10, 2009

Ritual para a Lua cheia de Fevereiro

Ora, cá fica mais uma partilha. Este ritual foi criado por mim e tem como fonte de inspiração todos os rituais do livro de José Medeiros e a mitologia da deusa Atenas/Minerva, que ontem partilhei. Espero que se o realizarem, vos seja muito útil, que vos ajude a encontrar o equilíbrio, é tudo o que desejo. Eu fí-lo ontem para honrar o Eterno Feminino e alinhar as minhas energias com as das Deusas, espero que esteja tudo correcto, comprovei-o com a técnica que há dias partilhei, e o resultado deu positivo em todos os aspectos, assim espero.

Objectivo: pedir a inspiração da Deusa Atenas para o Bom Caminho e o Bom Combate, que as suas qualidades possam ser integradas na nossa experiência.
Momento adequado: Lua cheia de Fevereiro

Materiais necessário: coroa de hera, carvão, louro em pó, vela púrpura, caldeirão, espada (ou faca), azeite e pão.

Acender a vela púrpura, colocá-la dentro do caldeirão. Saudar o Oriente e dizer:

- Nesta época de grande poder, Sábia Deusa, invoco o teu poder, Senhora do Conhecimento e da Sabedoria, para que me protejas no Bom Caminho e inspires no Bom Combate.

Colocar a coroa de hera sobre o pentagrama e pegar na espada com a mão direita. Dizer:

- Trago esta coroa, símbolo dos pensamentos elevados, em ti a consagro, por ti a purifico e bendigo, para que limpe os meus pensamentos e os ilumine. Trago esta espada na minha mão direita, símbolo da justa acção, em ti a consagro, por ti a purifico e bendigo, para que me oriente no meu caminho e só seja levantada para a guerra justa.

Colocar a coroa de hera na cabeça e dizer:

- Peço-te, Grande Deusa, Senhora do Equilíbrio, que a tua serpente esteja sempre desperta em mim e a tua coruja me guie na escuridão.
Ajuda-me a ter uma acção ponderada, a minha mente sempre clara e as minhas emoções controladas, para meu benefício e dos meus Irmãos.

Acender o carvão e deitar o pó de louro. Dizer:

- Grande Deusa, inspiradora dos homens justos e inteligentes, que o Fogo me purifique e o Ar me inspire a ouvir os ensinamentos dos Mestres Antigos.

Fazer uma meditação sobre os aspectos da nossa vida onde queremos a acção da Deusa.
Colocar o azeite e o pão sobre o altar e consagra-los. Dizer:

- Grande Deusa, eu te consagro este pão e este azeite, símbolos da Terra e da Luz, para que com eles eu possa fazer a união entre o Plano Manifestado e o Plano Espiritual. Assim seja.

Molhar o pão no azeite e comê-lo, enquanto visualiza a energia da Deusa a descer sobre si.

Colocar as mãos em forma de triângulo à frente da cabeça, os polegares unidos e os indicadores também, saudar o Oriente e dizer:

- Grande Mãe, peço-te para que oiças as preces desta tua filha que te pede auxílio e inspiração. Agradeço a tua benevolência e Amor. Assim seja.

Num dia de São Guilherme de Maleval - O Eremita e de Samael, Regente da Energia de Marte

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...