terça-feira, março 17, 2009

A Lua e o Caranguejo

Esta carta da semana, levou-me para dentro de mim, e durante as semanas que decorreram muitas foram as conversas com pessoas amigas sobre o signo Caranguejo, o meu ascendente. Relembro que estou a falar de mim e de mim apenas!
Uma colega de trabalho ficou deslumbrada com a Astrologia quando eu pesquisei o seu ascendente e lhe contei o que achava, pela minha experiência própria, claro, pois também ela é caranguejo! Conversa puxa conversa e encontrámos uma razão para a afinidade enorme que já sentíamos desde o início.
Maior dificuldade sentida por estas duas pessoas, eu Carneiro e ela Leão: conseguir destrinçar o que é real e o que é fabricado pela nossa sentimentalidade exagerada, aliada a uma mente fértil. Ambas sentimos que a nossa intuição é forte, mas que esta guiada pelo caranguejo se torna perigosa, por que encontramos razões para tudo e tudo faz sentido dentro desse esquema que magicámos. Sofremos imenso com o que os outros nos fazem, quando eles não se explicam, precisamos encontrar as nossas razões e de tal forma que tudo fique claro. O problema nisso é que nem sempre aceitamos que essa é a nossa Verdade, que isso não significa que seja a do outro também. Fiquei preocupada pois ela é bastante mais velha do que eu e ainda sofre com isso!!! Será que eu não vou conseguir ultrapassar isto nunca? Ó meu Deus!!! rkrkrkrkr
Este assunto veio ao de cima esta semana por Caranguejo ser o signo que rege a carta da Lua, alguns esotéricos vêm nela o signo de Peixes, mesmo assim, é uma boa altura para resolver ou desabafar sobre este assunto que me atormenta há tempo demais, visto que Marte, o meu Planeta regente, entrou em Peixes.

Como poderei eu equilibrar este ascendente? Eu sei perfeitamente quais as suas tendências, conheço bem as suas características e consigo compreender quando ele se está a manifestar, mas o que sinto não consigo dominar. Sei a teoria, mas na prática a coisa está sentida. Posso até nem magicar nada, mas a segunda mente não se cala, não paro de pensar sobre o assunto e enquanto não arranjar uma solução, não paro. E para a minha própria sanidade é urgente calá-la!!!
Há uns dias a Zoe fez um artigo sobre as Rainhas e foi fulcral a reacção das mulheres que se manifestaram, sendo a Rainha de Copas aquela que menos aturamos. Sobre as outras não poderei falar, mas a minha razão é tão somente esta: “Não consigo controlar os meus sentimentos” quando sinto algo, mesmo que a razão me diga que pode não ser nada daquilo, o Caranguejo prevalece e dá asneira, pois muitas vezes descubro que não era nada daquilo, que andei a sofrer sem necessidade, tudo criado por mim. Quantas vezes isto já me aconteceu?!? Ui....nem imaginam!
Hoje peço-vos novamente as vossas palavras sábias, se tiverem algo a dizer sobre o assunto, que considerem poder ajudar-me, façam-no!
Conhecem alguém assim? Como lidam com essas pessoas? Também são assim, mesmo não sendo caranguejo? O que posso fazer para controlar este caranguejo aluado que não distingue o real do imaginário? Deverei eliminá-lo e apenas dar ouvidos ao Carneiro? Será altura de deixar de lado as águas turvas do Caranguejo e seguir o Fogo do Carneiro? Ai...ai...ai...

Desde já um bem-haja pelas vossas palavras, posso não responder imediatamente pois é um assunto delicado que me exige grandes reflexões, mas acreditem que vos vou ouvir atentamente, nenhuma resposta será desconsiderada, o nariz empinado é apenas aparência! hihihihi

Num dia de São Patrício, Santa Gertrudes de Neville, São José de Arimateia e de Samael, Regente da Energia de Marte
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...