domingo, abril 19, 2009

Reflexão Semanal com a Temperança II

Esta semana regida pela Temperança foi uma semana calma, onde as decisões foram feitas com muita ponderação, com muita reflexão, mas principalmente com muita flexibilidade.
Saíram umas cartas interessantes, espero que a lição faça sentido para vós, para mim foi ouro sobre azul. Aqui vem:

Encontrar a nossa Vocação, o nosso Caminho, nunca é uma tarefa fácil, principalmente porque temos imensos anseios, expectativas, apegos e ideias preconcebidas. A palavra-chave, para podermos encontrar o que Queremos, é Liberdade. O Cavaleiro de Discos ajuda-nos a compreender que libertarmo-nos das amarras que criamos neste Plano Manifestado é o início do Caminho para podermos encontrar o nosso 5 de Espadas. Libertarmo-nos é difícil, pois a primeira coisa em que pensamos é que vamos perder o que amamos e quem amamos, mas isso são apenas os receios que o nosso Ego nos impõe para nos manter agarrados a um Marte defensivo. Quando nos libertamos, as nossas acções para com quem amamos tornam-se mais verdadeiras, pois a entrega é plena sem expectativas, quem comanda é o coração livre de desejos de retorno do que fazemos, numa expressão pura e simples de Amor Incondicional. Para podermos encontrar a nossa Vocação precisamos de acreditar que temos em nós a força da criação, que, tudo o que desejamos, podemos tornar real neste Plano Manifestado, o caminho do Ar à Terra.
O segundo passo nesta caminhada, depois da libertação, é a cura. Nessa realização de quem somos na verdade, nem sempre é fácil de transmitir aos outros quem somos e como somos na essência, pois, inevitavelmente, os outros criaram expectativas quanto à nossa forma de actuar e elas agarram-nos a essa acção, causando a dor e todas as emoções negativas a que estamos sujeitos nas relações. O Tarot alerta-nos a todos para reduzirmos as nossas expectativas em relação a tudo, para mantermos a mente aberta às novidades do caminho e às reacções que as pessoas podem ter, ao fazermos isso estamos a dar espaço para que a Liberdade de cada um possa ser uma realidade, onde não há cobranças, dedos apontados, zangas feias. Durante este processo de cura, esta destruição de modo de agir, teremos acesso ao nosso potencial máximo de realização, teremos o caminho aberto para concretizar o nosso Caminho. Todavia, não nos podemos esquecer, por vezes, as palavras podem ser duras, a nossa expressão nem sempre tem de ser com base na doçura e no afago, a Rainha de Bastões dá-nos o choque para acordar, que nem sempre é fácil de ouvir, pois quem não conhece a máxima “A verdade é dura de ouvir”. Se queremos aprender e conquistar a Liberdade devemos estar abertos para todas as formas de libertação, aprender com tudo, mesmo com o que nos dói.
Se assim for, se este for o percurso que escolhemos para que a Temperança nos ajudasse a encontrar a nossa vocação, o nosso caminho, encontramos o 9 de Espadas no fim, reafirmando que a busca dos nossos desejos deve ser traçada com clareza, com objectividade, mas também com muita flexibilidade.
Foi esta a lição da semana com a Temperança e os Arcanos Menores. Concordam, aceitam que esta forma nos poderá ajudar a encontrarmo-nos?

Aguardo as vossas anotações!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...