terça-feira, agosto 04, 2009

Reflexão Semanal com a Morte

A semana com a Morte foi uma semana muito curiosa. Sairam maioritariamente cartas de Taças, ou seja, foi o Amor que esteve em foco.

Vamos a isso?
A Morte com o 10 de Copas fez-me imediatamente pensar no Amor Incondicional. De onde vêm ele? O que lhe fazemos? Várias perguntas me assolaram a mente, mas todas elas foram respondidas no decurso normal da semana.

O Peregrino encontrou a Taça, ele sabe perfeitamente onde ela está, porém, ainda não sabe o que lhe fazer, ainda crê que ela existe para ser oferecida aos outros.

Reflecte por breves momentos e acredita que deverá inciar uma viagem para descobrir a utilidade daquela Taça.

Ao ter feito essa reflexão, ele encontrou o seu poder de expressão, a sua capacidade criativa e, por isso, passa a conseguir dominar as suas emoções. As águas que se encontram guardadas na Taça, são as emoções do Peregrino, ele vai agora procurar a Rainha para lha entregar.

Mas a Rainha tem a sua Taça e bebe dela, ela tem o poder na mão, pois ela domina esse elemento tão escoregadio. O Peregrino fica sem saber o que fazer e aí compreende que a sua Taça não é para ser entregue a ninguém, que as suas águas provém dele e para ele.

No fim do caminho com a Morte, o Peregrino aprendeu uma valiosa lição. As Taças são pessoais, não são para ser dadas ao exterior, as suas águas são alimento para a sua alma e beber de outra taça pode ser mortal. A única coisa que lhe resta e unir a sua Taça à da Rainha e com ela desfrutar de uma fluidez de energia, de água, de Amor Incondicional.
Esta semana a história foi esta. O Peregrino viu-se de frente com a Morte, mas a prova foi superada. Passa agora a noite escura e terá de enfrentar a Lua, o que lhe acontecerá?

Na primeira hora de Júpiter do dia de Marte e de S. Domingos
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...