sábado, novembro 14, 2009

O Imperador esta semana

Esta semana com o Imperador foi um pouco atarefada para mim, mas como vos tinha dito, pus as mãos nas rédeas do meu Carro e organizei tudo o que estava desorganizado, planeei novas coisas e tudo voltou à normalidade anormal.

Vamos ver o que aconteceu ao Alegria, terá ele andado a reorganizar o seu caminho? Vamos ver:

Depois de ter deixado o Mago e reflectido sobre a quantidade de experiências que havia negado apenas por as considerar inúteis, Alegria começa a sentir um enorme peso nos seus ombros. A responsabilidade de fazer circular as energias que lhe fossem oferecidas parecia agora uma tarefa muito árdua e ele sentia-se cansado e pouco preparado para a realizar.

No momento em que se começara a sentir ir abaixo, um rasgo de luz encheu a sua mente e da mesma forma que havia se sentido pesado estava agora leve.
Alegria não se encontrava no Caminho que estava a trilhar, estava agora numa planície linda com muitas árvores de fruto. Decidiu apanhar uma maçã pois começava a ter fome. Era deliciosa! Enquanto a comia ia olhando ao redor e não reconhecia onde estava.

Não se alarmou, já estava acostumado a este tipo de situações insólitas, e sentou-se esperando!

À sua frente apareceu o Imperador, Alegria apanhou um susto e rapidamente se ajoelhou aos pés daquele ser Magnificente que lhe sorria.

Levanta-te! Não tenho muito tempo para ti, devemos ser breves. Sabes por que aqui estás?

Houve um momento de silêncio e Alegria não tirava os olhos do chão, inquieto sem saber que resposta dar. Imaginava que tivesse a ver com a sua última aprendizagem, mas não se atrevia a dar resposta.

Pela tua cara calculo que não. Aprendeste recentemente que deves oferecer aquilo que te é dado e a ti não serve. Que deves aceitar as ofertas que te são feitas.
Contudo, mesmo sem te aperceberes a tua mente começou a divagar imaginando que serias como a rapariga da história a aceitar uma maça envenenada. Começaste a ter medo e ficaste pesado.

Sim, é verdade, poderá acontecer! Poderá sempre haver alguém te use para passar energias negativas. Alguém te oferecer coisas envenenadas é uma possibilidade, mas a riqueza do teu coração nunca será contaminada. Deves pensar que mais vale uma dor do que uma consciência pesada. Não temas a entrada no mundo da prosperidade.

E com isto desapareceu!

Alegria sacudiu a cabeça e novamente estava no caminho árido que trilhava antes. Imediatamente começou a pensar no que ouvira e algo não fazia sentido! Tirando o facto de poder sempre haver alguém que lhe oferecerá coisas menos boas, ele não teria o dever de as limpar antes de oferecer de novo? Ora, por que haveria o Imperador lhe ocultado isso? Estaria com tanta pressa que se esquecera?

Seguro de si, Alegria pensou.

Sou um jovem seguro de mim. Já trilhei muito caminho e cruzei-me com muita gente. O meu coração já doeu inúmeras vezes, mas sempre se recompôs. Porque haverei agora de temer novos dissabores. Nada disso! Confio na minha capacidade de avaliar as situações e é assim que sigo. De certo, a cada prenda saberei que utilidade lhe dar e, em último caso, deitar fora.

E novamente se pôs a caminho!
Bom, foi uma aventura inesperada. Talvez nos sirva ficar a reflexão de que a cada situação da vida convém que sejamos o mais imparciais possíveis para podermos escolher e agir em justiça e equilíbrio.

Na terceira hora de Lua do dia de Saturno, S. Nicolau Tavelic, S. Josafá
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...