terça-feira, março 31, 2009

Reflexão Semanal com o Imperador

Antes de mais quero pedir desculpa pela ausência, mas estive doentita, nada de mais apenas uma comida que caiu mal e provocou uma sensação estranha e o corpo não reagiu bem, mas cá estou de volta!
Na semana que passou, regida pelo Imperador eis o que o Universo nos quis transmitir através do Tarot:

A paixão por aquilo em que acreditamos nem sempre é fácil de exprimir, dizer aos outros aquilo que nos vai na alma, muitas vezes, é um caminho frustrante ou porque não o conseguimos ou porque os outros não estão a compreender aquilo que queremos verdadeiramente dizer. Então o que fazer? Desistir? Insistir? Mudar? Manter?
A verdade que reside nos nossos corações é apenas a nossa verdade e ela só é alcançada quando estamos mergulhados profundamente em nós, a ouvir a voz do nosso silêncio. Transmiti-la aos outros, só pode ser conseguido se nos associarmos a pessoas que falam a mesma língua energética que nós. Envolvermo-nos com pessoas que têm um nível vibratório diferente do nosso pode ser prejudicial para todos. Muitas vezes insistimos em relações que já não fazem bem a ninguém pelo simples facto de estarmos habituados ou termos um passado em conjunto. Todavia, o 4 de Bastões indica-nos que muitas vezes precisamos de sair das situações em que nos apoiávamos, esta carta indica a necessidade de uma completa transformação. Claro que esta transformação necessitará de uma intensidade energética, de uma energia completamente direccionada para essa intenção.
Quando realizamos essa liberdade consciente de nós, do que nos condiciona, do que nos impede de sermos cada vez mais verdadeiros, poderemos ter a certeza de que o poder da materialização do Imperador será alcançada.
Quero apenas referir que nesta interpretação quando se lê relações se deve entender todo o tipo de relações que mantemos neste plano. As relações não são só com pessoas, mas com tudo o que nos envolvemos.
Será que esta lição é importante no Caminho do Meio? Terá havido mais almas a sentirem-se tocadas por esta mensagem do Tarot?
Aguardarei as vossas anotações.

domingo, março 29, 2009

Melodia para o Dependurado

Depois do Imperador, de descobrirmos o domínio do mundo exterior, eis que chega o Dependurado, carta XII na rota. Chegou a hora de nos sacrificarmos!!! Chegou a hora de observar o mundo exterior através do nosso interior. Esta semana será para quebrar as barreiras do social, do que nos impõe, do que nos condiciona. O Dependurado está de pernas para o ar por opção, não por imposição. Ele tem as suas raízes firmadas no Universo e apenas toca este mundo com os seus pensamentos.

Aproveitemos esta semana para nos libertarmos do status, do passado, das heranças não desejadas.

Deixo-vos uma música dos fabulosos The Cure, The Hanging Garden do álbum Pornography. Espero que gostem, a todos uma óptima semana.

Creatures kissing in the rain
Shapeless in the dark again
In the hanging garden
Please don't speak
In the hanging garden
No one sleeps
In the hanging garden
In the hanging garden
Catching haloes on the moon
Gives my hands the shapes of angels
In the heat of the night
The animals scream
In the heat of the night
Walking into a dream . . .
Fall fall fall fall
Into the walls
Jump jump out of time
Fall fall fall fall
Out of the sky
Cover my face as the animals cry
In the hanging garden
In the hanging garden
Creatures kissing in the rain
Shapeless in the dark again
In a hanging garden
Change the past
In a hanging garden
Wearing furs
And masks
Fall fall fall fall
Into the walls
Jump jump out of time
Fall fall fall fall
Out of the sky
Cover my face as the animals die
In the hanging garden
As the animals die
Cover my face as the animals die
In the hanging garden

sábado, março 28, 2009

O Quarteto Fantástico

Hoje apetece-me partilhar algo especial convosco.
Stan Lee é um artista que à sua maneira nos tenta mostrar que cada um pode ser um super-herói. Das suas obras magníficas escolho falar desta vez, dado a carta da semana, de Fantastic Four, mas podem dar uma espreitadela aqui para saber mais ou aqui para saber mais sobre este artista.

Este grupo de quatro pessoas amigas que ao serem atingidos por raios cósmicos adquiriram super poderes, ajudam as crianças e os adultos a interiorizar a lição e as características dos quatro elementos.
A representar a Terra temos o Coisa, Ben Grimm, que é feito de rocha. Os seus super poderes são a Força bruta, a capacidade de resistência e uma teimosia inacreditável.
Na água temos o Senhor Fantástico, o doutor Reed Richards, que ficou elástico. É o mais inteligente do grupo e aquele que comanda, a sua maior característica é uma determinação enorme e uma crença na sua razão absoluta.
No fogo temos o mais novo do grupo, Johnny Storm, o Tocha Humana. Os seus poderes são entrar em combustão e manipular o fogo lançando bolas contra os inimigos, bem como conseguir voar. A sua maior característica é uma imaturidade e impulsividade que faz com que o Coisa esteja sempre a zangar-se com ele.
Susan Storm Richards, a Mulher Invisível, representa, por último, o ar é casada com Reeds (a Água) e irmã de Johnny (o Fogo). Tem como poder ficar invisível e mais tarde consegue desenvolver campos de força à sua volta para protecção.
Se analisarmos bem estas personagens poderemos descobrir algo importante sobre os quatro elementos :)
Como todos os super-heróis têm um Arqui-inimigo, Doctor Doom, o Senhor Destino é o inimigo que rivaliza estas quatro forças. Porque razão será? Alguém tem alguma sugestão?
Espero que tenham gostado desta partilha e que ela passe a mensagem principal, as aprendizagens estão em todo o lado, basta querer ver.

sexta-feira, março 27, 2009

A Tábua de Esmeralda, de Hermes Trismegisto

Para concluir uma semana de recordações de matérias aprendidas e redescobertas inacabáveis, deixo-vos com o texto súmula do esoterismo e dos elementos em particular. Que Vénus abra o nosso coração ao Amor e que através dele cheguemos ao Entendimento.
É verdade, sem mentira, certo e veríssimo: o que está abaixo é como o que está
acima e o que está acima é como o que está abaixo;

para fazer os milagres de uma só coisa, e do mesmo modo que todas as coisas têm

sido e têm vindo de um pela mediação de um, assim todas as coisas são nascidas
desta coisa única por adaptação.

O Sol é o seu pai, a Lua é a sua mãe,

o vento o terá levado em seu sonho,

a terra é a sua nutriz; o pai de tudo,

o Thelema de todo o mundo, está aqui;

sua força e potência serão completas se forem convertidas em terra.

Separarás a terra do fogo, o subtil do espesso, suavemente e com grande habilidade;

subirá da terra ao céu e de novo descerá à terra, deste modo recebe a força das coisas superiores e das inferiores.

Por este meio terás a glória de todo o mundo e toda a obscuridade se afastará de ti.

É a força forte de toda a força, pois vencerá toda a coisa subtil e penetrará toda a coisa sólida.

Assim foi criado o mundo. Disto se fará e surgirão admiráveis adaptações cujo meio está aqui.

Por isso sou chamado Hermes Trismegisto, porque possuo as três partes da sabedoria de todo o mundo.

O que disse da Operação do Sol está cumprido e acabado.
Actualização: Para mais informações sobre Hermes clique aqui.

quinta-feira, março 26, 2009

Desafio fotográfico semanal

Bom dia! Preparados para mais um desafio? O que provoca esta foto em vós? O que vêem?




Num dia de São Manuel e de Saquiel, Regente da Energia de Júpiter

quarta-feira, março 25, 2009

Meditação com o Imperador

Para hoje, dia de Rafael, aqui fica a meditação para interiorizar o Imperador, usem-na sempre que precisarem de coragem ou força de vontade para agir.

Façam o vosso ritual de preparação para meditar. Depois de algumas inspirações profundas, normalizem a respiração e fechem os olhos. Se puderem estejam virados para Sul e coloquem uma imagem do Imperador à vossa frente para vos ajudar a entrar em sintonia com a sua energia.
Agora que estão relaxados e prontos, visualizem-se na vossa paisagem especial, aquela onde se sentem bem e protegidos. Deambulem por ela, reconheçam-na e vejam se algo mudou desde a última vez que aí estiveram.
À vossa frente aparece um trilho de terra batida. Sigam-no. Continuem a andar até encontrarem um trono. Nesse trono está sentado o Imperador, que tem aos seus pés um escudo com uma imagem e na mão um ceptro.
Peçam autorização para se aproximarem e se a tiverem, sentem-se a seus pés. Apresentem-se e digam o que vos leva até ele. Pensem se há algo na vossa vida, no campo profissional, emocional ou espiritual, que precise de conselhos. Abram-se com ele, confessem-lhe as vossas preocupações. Depois de vos ouvir o Imperador dá-vos o seu escudo para a mão, agarrem-no. Sintam a força de protecção que ele emana, sintam o seu poder. A seguir o Imperador oferece-vos o seu ceptro. Com ele nas vossas mãos sentem que são capazes de fazer tudo, nada é impossível. Permaneçam o tempo necessário com esses objectos na mão, sintam as suas qualidades a serem absorvidas, se vos ajudar, visualizem a energia que sai dos objectos e entra em vós pelas vossas mãos, até se fundir na totalidade da vossa forma.
Agora que se sentem com toda a Força necessária para agir efectivamente na vossa vida, devolvam os objectos ao Imperador e agradeçam-lhe por tudo.

Despeçam-se e tomem o caminho de volta até à vossa paisagem. Aí deixem-se estar e visualizem novamente aquelas áreas onde precisarão de utilizar essa energia agora em força bruta dentro de vós. Neste espaço podem pedir ajuda ao vosso guia, anjo, Eu superior, mestre. Se precisarem de mais conselhos, basta chamá-lo e ele virá para vos ajudar.
Quando estiverem preparados retomem a consciência do vosso corpo. Inspirem profundamente, sintam os sentidos a serem recuperados, o tacto, o paladar, o olfacto, a audição e por fim a visão, abrindo os olhos.

Desejo-vos boas meditações e que a Força do Imperador permaneça connosco.

Num dia de Anunciação à Virgem Maria e de Rafael, Regente da Energia de Mercúrio

terça-feira, março 24, 2009

Os Elementos

Depois de ter terminado o estudo sobre os elementos, a água, a terra, o fogo e o ar, surge a necessidade de sistematizar alguns tópicos, porque esta semana será toda dedicada a relembrar.
Terra
Nível: físico
Mundo: Acção
Estado: Sólido
Signos astrológicos: Touro, Virgem e Capricórnio
Metal: chumbo
Direcção: norte
Estação: Inverno
Elementais: Gnomos
Cor: verde
Pedra preciosa: quartzo
Fragância: estoraque
Género: feminino
Anjo: Uriel

Água

Nível: emocional
Mundo: Formação
Estado: Líquido
Signos astrológicos: Caranguejo, Escorpião e Peixes
Metal: prata
Direcção: ocidente
Estação: Outono
Elementais: Ondinas
Cor: azul (prata e branco)
Pedra preciosa: água-marinha, berilo
Fragância: mirra
Género: feminino
Anjo: Gabriel

Fogo

Nível: espiritual
Mundo: Emanação
Estado: Radiações
Signos astrológicos: Carneiro, Leão e Sagitário
Metal: ouro
Direcção: sul
Estação: Verão
Elementais: Salamandras
Cor: encarnado (laranja)
Pedra preciosa: opala-de-fogo
Fragância: olíbano
Género: masculino
Anjo: Miguel

Ar

Nível: mental
Mundo: Criação
Estado: Gases
Signos astrológicos: Gémeos, Balança e Aquário
Metal: mercúrio
Direcção: Este
Estação: Primavera
Elementais: Sílfides
Cor: amarelo (azul, branco)
Pedra preciosa: topázio, calcedónia
Fragância: gálbano
Género: masculino
Anjo: Rafael

Num dia de Santa Catarina da Suécia e de Samael, Regente da Energia de Marte

segunda-feira, março 23, 2009

Lâmina IV

O Imperador é uma carta que pode somar em si as aprendizagens realizadas nas cartas anteriores. No Mago foram-nos dados os instrumentos, precisamente os quatro instrumentos que nos permitem manobrar os quatro elementos constituintes de toda a matéria física. Na Sacerdotisa, aprendemos a dominar a dualidade que constitui o Universo, a manipular os opostos e, por conseguinte, a dualidade que há em nós, iniciámo-nos. Sendo o Mago e a Sacerdotisa dois pólos da criação, representam o exterior e o interior, o visível e o invisível. Ao fazermos essa aprendizagem, entrámos em sintonia com a nossa força criadora, a Imperatriz, e com ela aprendemos a ligar-nos à fonte de toda a Vida na Terra. Esta carta era o resultado da união do que está fora com o que está dentro.
Será então o momento da avaliação, pois o Imperador é a totalidade do que já foi criado, ele representa o Tetagramaton. A análise que faremos será sobre os símbolos, o número e o ensinamento especial que ela encerra sobre o caminho do meio.

4 é o número da terra, da matéria. É o número da compreensão, do entendimento, do esclarecimento, é o número de um quadrado perfeito. Este número está bastante representado na carta, quer seja nas quatro pernas do cadeirão, quer seja pela forma como as pernas da figura se encontram em forma de quatro. Esta demarcação leva-nos a divagar pela simbologia da própria cruz em si, o equilíbrio, a busca, a conquista, o dominar!
O Escudo com a águia no chão mostra o oposto da Imperatriz, enquanto ela buscava a criação, o Imperador já a alcançou. Este é um dado adquirido, não é preciso buscar pois tudo lhe é oferecido.
O Imperador está a olhar para o lado direito, mais uma vez o oposto da Imperatriz, mostrando-nos a acção, o movimento, o agir. Ele nunca está parado.
Tem um Ceptro na mão direita que revela e ostenta com orgulho pois é um direito adquirido, controlado. O ceptro mostra-nos o poder da decisão que o Imperador tem. Este tem no cimo o símbolo do antimónio indicando o poder, a força vital da terra e da Imperatriz a serem utilizadas na concretização do caminho. A mão que tem na cintura revela-nos que o Caminho é neste mundo, sobre a matéria e nas relações com os outros.
Além desse elemento há uma medalha verde ao peito, para protecção e controlo das suas emoções, o Imperador sabe que para poder comandar, decidir, elas têm de estar protegidas, controladas.

As cores novamente a representarem os quatro elementos que o Imperador tão bem domina.
A simbologia e a numerologia estão decifradas, e agora o que fazer com elas?
O Imperador está no Caminho, para o passar e aceder ao Hierofante, é preciso dominar completamente os quatro elementos. Em nós, esses quatro elementos manifestam-se na forma de pensamentos, percepções, emoções e acções. Estas quatro formas de actuação do Divino têm de estar em harmonia, não podemos deixar que os nossos pensamentos divaguem sem qualquer controlo nosso, não podemos deixar que a nossa vida seja comandada pela percepção ou pela emoção, ou agir impulsivamente sempre. É preciso conhecermo-nos para termos direito ao ceptro de poder. Um Imperador que só oiça a sua emoção, sem analisá-la através dos seus pensamentos ou percepções, terá uma acção descontrolada na matéria. Quantos feiticeiros e feiticeiras vêem os seus feitiços a trazer efeitos colaterais imprevistos devido ao que foi exposto. Sem nos dominarmos não podemos fazer um Caminho do Meio correcto. Para tal é importantíssimo que descubramos os nossos elementos. Saber quais estão em predominância, quais em falta e como eles operam neste corpo físico, lugar onde eles se manifestam.
Nesta carta, urge o conhecimento interior adquirido na Sacerdotisa, urge aplicar a criação da Imperatriz e a Sabedoria do Mago, para que o Imperador se revele na Justiça e no Equilíbrio.

Num dia de São Félix e de Gabriel, Regente da Energia da Lua

domingo, março 22, 2009

Melodia para o Imperador

Mais uma semana no Caminho do Meio e para esta semana, repleta de trabalho, surge o Imperador, carta IV na Rota do Peregrino.

Esta lâmina chama a nossa atenção para o domínio dos quatro elementos, para a concretização física das nossas necessidades, se somos dominadores ou dominados pelos apetites do físico. Esta semana podem esperar por uma partilha sobre o significado desta carta, além da habitual meditação.

Sendo esta uma semana que será virada para os quatro elementos, deixo-vos com uma música pessoal, Harmony do álbum La mia Vita Violenta de Blonde Redhead, um grupo muito interessante!
Descubram os vossos elementos, se eles estão equilibrados e como comunicam convosco neste início de Primavera não poderia ser mais apropriado. Desejo-vos uma semana em pleno!

Reflexão Semanal com a Lua

Antes de mais quero pedir desculpa por não ter havido reflexão a semana passada, mas a verdade é que não apontei as cartas que saíram na quarta e quinta e depois não me lembrei com certeza de quais eram, optei por não publicar a reflexão, mas esta semana tudo correu normalmente.
A semana que acabou, regida pela Lua, recebemos o cavaleiro de Bastões como barómetro de onde deveríamos começar a trabalhar a carta. O cavaleiro dirigiu-nos à liberdade, mostrou-nos que era preciso libertarmo-nos de algo ou alguém para podermos ser livres e construir o nosso futuro.

O que preciso de retirar da minha vida? Quem ou o que me está a reter?

A primeira pista foi para analisar se as escolhas, relações, projectos que temos na vida foram feitos pelo conforto terreno, pela simpatia às pessoas ou pelo acolhimento que delas recebo, pelo status ou pelo reconhecimento. Se depois de as analisarmos compreendermos que precisam de mudar, devemos usar o jogo de cintura para tentar não magoar ninguém, mas tendo como objectivo a procura da nossa Liberdade e sabendo que se não houver outra maneira possível, a nossa Liberdade está em primeiro lugar. Reavaliemos os objectivos que traçámos para a nossa vida, vamos reflectir sobre situações emocionalmente difíceis e ponderemos as mudanças necessárias. Essas mudanças terão a ver com aquilo que recusamos largar, aquilo que mantemos apegado a nós, para se ser Livre não se pode ter amarras. Nas relações amorosas isto pode ser difícil de conseguir, afinal todos precisamos de alguém para nos aturar (rkrkrrkr), mas se houver uma ligação através do verdadeiro amor, tudo se consegue. A primeira coisa que se deve estabelecer são os limites, não é por vivermos juntos que não podemos ter os nossos momentos sozinhos tão importantes para reflexões. Não é por vivermos juntos que não podemos ter actividades diferentes, mas para que isso aconteça, é preciso que deseje ser Livre. Eu sempre fui relutante em relação a isto, pois achava que se assim fosse era porque não amava aquela pessoa realmente. Claro, isto eram julgamentos de alguém que apenas conhecia o Amor como uma forma de Posse e não Livre, que me sentia importante por ser necessária a alguém ou a algo, até que compreendi que ninguém é insubstituível e assim tão importante na vida de ninguém. Acreditem, vale bem a pena encontrar a nossa liberdade individual, olharemos e seremos olhados como se pela primeira vez. Se este trabalho for feito, com aquilo de que nos precisamos libertar, poderemos então expressar o nosso Amor Incondicional que estava adormecido por tantos apegos e amarras. Pode parecer árduo, mas a recompensa será brilhante!
Num dia de São Emídio e de Miguel, Regente da Energia do Sol

sábado, março 21, 2009

Dia Mundial da Poesia

Cromo

andamos pelo mundo
experimentando a morte
dos brancos cabelos das palavras
atravessamos a vida com o nome do medo
e o consolo dalgum vinho que nos sustém
a urgência de escrever
não se sabe para quem

o fogo a seiva das plantas eivada de astros
a vida policopiada e distribuída assim
através da língua... gratuitamente
o amargo sabor deste país contaminado
as manchas de tinta na boca ferida dos tigres de papel

enquanto durmo à velocidade dos pipelines
esboço cromos para uma colecção de sonhos lunares
e ao acordar... a incoerente cidade odeia
quem deveria amar

o tempo escoa-se na música silente deste mar
ah meu amigo... como invejo essa tarde de fogo
em que apetecia morrer e voltar

Al Berto, in 'Salsugem'

Ritual do Equinócio da Primavera

Ontem fiz o meu ritual para acolher a Primavera, estação do ano pela qual nutro um carinho especial. Este ritual foi o meu primeiro, isto é, aquele em que pela primeira vez estive a conduzir a Energia, por isso, é um momento muito especial para mim. Há dois anos atrás, estava a Sacerdotisa de Ísis com uma túnica branca e um cálice mágico a aceder aos seus arquivos! Foi um dia que nunca mais irei esquecer!!!
Este ritual deve ser realizado na primeira noite de Primavera ou na primeira Lua Cheia com o Sol em Carneiro. O objectivo desta cerimónia é comemorar o equilíbrio entre a luz e as trevas, é agradecer ao Uno pelas graças que nos foram dadas e pelas aprendizagens feitas. Sendo o início do ano astrológico, podemos aproveitar a ocasião para fazer pedidos ou renovar objectivos de vida. Depois de um longo período de Inverno, onde as trevas nos obrigam a recolher no ventre materno, esta chegada do deus Sol, é propícia a renovações. Se quiserem pode dar um pulo à CASA DA FLORESTA e descobrir um ritual diferente! Descubram o prazer que é encontrar o mundo da Magia!

Precisamos de uma vela branca, um sino, perfumador, carvão, incenso, caneta e folha branca e cálice com vinho.

Iniciar com uma saudação para Oriente.
Dizer:

- Eis a Energia Primordial, criadora da Vida, o Pai/Mãe nas suas duas polaridades.

Acender a vela da taça colocada no meio do altar. Tocar a taça com a vara e dizer:

- Ó Grande Deusa, vem até mim como a Virgem que transporta a vida e a alegria.

Tocar o sino. Dizer:

- Ó Grande Deus do Renascimento, vem até mim como o Senhor das Florestas que traz a vida e o amor.

Tocar a taça com a vara e dizer:

- Que a Força do Tempo Velho seja transferida para o Tempo Novo. Pai/Mãe, Energia Primordial, dai Força ao Tempo Novo para que o Caminho se cumpra com Beleza e Sabedoria. Que assim seja.

Colocar o perfume escolhido sobre o carvão acesso e purificar o altar em programação (de acordo com a marcha dos ponteiros do relógio). Erguer os braços em saudação e dizer:

- Despertai, criaturas do nosso plano, que povoais a Terra, o Inverno terminou e a vida manifesta-se de novo. Chegou a Primavera. Saudai a Energia Primordial que faz girar a roda dos ciclos.

Tocar com o punhal no papel onde se escreverão os pedidos. Dizer:

- É chegado o momento de sair da escuridão e de me libertar do passado, renascendo para uma nova vida. Que todas as penas sejam terminadas, os problemas resolvidos e os obstáculos ultrapassados. Que o Renascimento me conduza ao Bom Caminho, em Honra e Glória da Energia Primordial.

Escrever no papel os desejos para a renovação (um desejo em cada papel). Erguer os papéis sobre o altar, em oferenda, depois de os ter dobrado. Dizer:

- Neste momento de alegria e renovação, em que uma nova vida é plantada como uma nova árvore, que irá crescer e frutificar, coloco estes pedidos nas mãos do Pai/Mãe do Universo. Atendei ao meu pedido e ajudai-me na renovação.

Acender os papéis um a um, na vela que está na taça, para que ardam completamente. Dizer:

- Que o fogo purifique os meus desejos e lhes dê força para que se realizem, com a ajuda das Energias Angelicais que governam os planos. Eles são justos e ajudar-me-ão a progredir no Caminho. Que a Energia Primordial os torne realidade.

Colocar o cálice com o vinho sobre o pentagrama, por algum tempo. Em seguida erguer o cálice, com as duas mãos, sobre o altar e dizer:

- Honra e Glória ao Pai/Mãe do Universo, Senhores dos Ciclos sem Tempo, que foram, são e serão Um só na sua dualidade. Que assim seja.

Beber um pouco do vinho; o resto será vertido sobre a Terra, no exterior, depois de terminado o ritual.
in, Rituais Antigos para um Mundo Novo de José Medeiros

Num dia de São Bento, São Nicolau de Flue e de Cassiel, Regente da Energia de Saturno

A cruz de cada um

Recebi isto por mail e não resisti...deixo-vos a reflectir! Independentemente das crenças religiosas... ou da ausência delas!













sexta-feira, março 20, 2009

Oração aos Anjos de Carneiro

Anjos de Fogo, que iluminais sem queimar, ofereço-vos o meu canto, o meu louvor, ao mesmo tempo que me inclino para pedir a vossa ajuda.

Penetrai-me com as Vossa Essências de Vontade intensa, pois desejo provar os frutos, maravilhosos, saborosos, de uma acção concertada.

Fazei-me encontrar a boa semente, pois desejo, acima de tudo, ardentemente, semear, plantar, cultivar, para poder colher a mais bela ceifa: a paz e a prosperidade espiritual e material.

ÁMEN


1.º Dia de Primavera

10.ª Lição do Mago

Todos temos um eu-sombra que faz parte da nossa realidade total
A sombra não existe para magoar, mas para salientar o local onde somos incompletos
Quando a sombra é abraçada, pode ser curada
Quando curada, transforma-se em amor
Quando conseguimos viver com todas as suas qualidades opostas,
Estaremos a viver o nosso ser total como o mago

Deepak Chopra in, O Caminho do Mago

Num dia de Santa Eufémia, São Martinho de Dume, São Joaquim e de Anael, Regente da Energia de Vénus

quinta-feira, março 19, 2009

Centro Cultural Vila Flor

E nesta Taça, o que vêem?

E agora um post sciptum pensavam que me esquecia que é dia do PAI

Daddy, Daddy let me say

I love you in every way

I love you for all you do

I love you for being you

Daddy, Daddy let me say

Have a happy Father's Day!

Num dia de São José, São Leôncio e de Saquiel, Regente da Energia de Júpiter

quarta-feira, março 18, 2009

Ritual para Contactar o Arcanjo Gabriel

imagem retirada de http://www.artsycraftsy.com/


Bem sei que há várias formas de contactar com os anjos, que estas podem ser simples ou complexas, mas hoje, dia tão especial, escolho partilhar convosco um ritual para o fazerem.
Este ritual deve ser utilizado para quando precisamos de nos purificar, de contactar com os Arcanjos para lhes pedir uma inspiração mais forte, excelente para esta altura de purificação.
No dia-a-dia podemos fazer coisas mais simples, por exemplo, eu de manhã quando estou a caminho do trabalho, falo sempre com eles, prefiro fazê-lo de manhã do que à noite. Há pessoas que saem de casa para passear a pé para irem conversar com o seu Anjo da Guarda, uma técnica usada pelo Paulo Coelho, por exemplo. Ou ainda, há quem prefira escrever-lhes cartas, as hipóteses são muitas, cada um deve encontrar a sua forma de dialogar com estas Energias Vivas que estão à nossa disposição para nos ajudar efectivamente.

Faça o ritual de abertura, ou simplesmente fique de pé, respire até controlar a sua respiração e visualize uma luz dourada à sua volta que o protege de todas as energias que o possam perturbar.
Quando sentir que está pronto invoque o Arcanjo Miguel da parta do Sul. Ele ficará ao seu lado direito. Diga as seguintes palavras em voz alta:

Invoco agora o grandioso e poderoso arcanjo Miguel, para que fique ao meu lado direito. Por favor, concede-me a força, a coragem, a integridade e a protecção de que necessito, para desempenhar o que pretendo nesta vida. Por favor, usa a tua espada, para cortar e afastar quaisquer dúvidas e negativismo. rodeia-me da tua protecção, para que eu possa sempre trabalhar do lado do bem. Obrigada.

Faça uma pausa durante trinta segundos para sentir a sua presença, veja-o à sua maneira do seu lado direito. Fique atento a todo o conhecimento ou palavras que ele lhe possa transmitir. Quando estiver pronto invoque Uriel, regente da Porta do Norte deve ficar do seu lado esquerdo. Diga as seguintes palavras:

Invoco agora o grandioso e poderoso arcanjo Uriel, para que fique ao meu lado esquerdo. Por favor, liberta todas as minhas tensões, preocupações e inseguranças. Dá-me a tranquilidade e paz de espírito. Ajuda-me a servir os outros e a dar e receber generosamente. Obrigada.

Faça outra pausa durante trinta segundos e veja se Uriel tem alguma mensagem para si. Sinta-o de pé ao seu lado esquerdo. Sorria e demonstre que se apercebeu da presença dele e fique atento a todo o conhecimento ou palavras que ele lhe possa dar. Quando estiver pronto invoque Rafael, regente da Porta do Oriente para que fique na sua frente. Diga as seguintes palavras:

Invoco agora o grandioso e poderoso arcanjo Rafael, para que fique na minha frente. Por favor, dá-me saúde e bem-estar. Ajuda-me a curar as minhas feridas do passado. Por favor, sara e repõe tudo no meu ser. Obrigada.

Faça outra pausa durante trinta segundos e veja se Rafael tem alguma mensagem para si. Sinta-o de pé na sua frente. É provável que sinta a sinceridade e unidade que ele dá ao seu ser. Quando estiver pronto invoque Gabriel, regente da Porta do Ocidente para que fique atrás de si. Diga as seguintes palavras:

Invoco agora o grandioso e poderoso arcanjo Gabriel, para que fique atrás de mim. Por favor, dá-me conhecimento e orientação, para que eu seja capaz de seguir sempre pelo caminho da luz. Afasta todas as minhas dúvidas e temores, e purifica o meu corpo, a minha mente e o meu espírito. Obrigada.

Faça de novo uma pausa para ver se o Arcanjo tem alguma mensagem para si. Depois de ter feito tudo isso, sinta as energias dos Arcanjos à sua volta. Embora lhe proporcionem energias completamente diferentes, cada um deles é um aspecto da Consciência Divina. Não tem qualquer importância a forma como os imagina, o importante é saber que eles são seres do Divino.
Aprecie o sentimento de paz, segurança e bênção. Quando estiver pronto peça aos Arcanjos o que deseja, paz, protecção e purificação, para si, para a sua família e comunidade, além de todo o Mundo.
Sinta agora o seu corpo. Observe o ar que entra e vai aos pulmões, como o coração bombardeia o sangue para todo o corpo, como esta máquina é perfeita. Como ela trabalha sem que se aperceba disso. Observe agora a sua mente, como ela é ilimitada na sua capacidade de criar quer seja ideias ou pensamentos. Respeite-a por isso e sinta-se bem com os seus pensamentos, somos todos iguais, mas todos diferentes.
Sinta o seu corpo com a sua mente em união e como esta união a leva à sua alma, a sua ligação com o divino. Sinta agora o seu corpo, a sua alma a encolher e a dirigirem-se para o centro do seu coração. Contraiu-se tanto que são agora um ponto de luz no coração, em harmonia completa. Visualize isso o mais nítido possível na sua mente, crie essa realidade dentro de si, o corpo, a mente e a ama em perfeita união, formando um só.
Diga:

Olá Gabriel, preciso da tua orientação e da tua purificação. Por favor vem em meu auxílio. Preciso dos teus poderes de inspiração e profecia. Por favor, ajuda-me.

Mantenha-se em silêncio desfrutando da ajuda deste Arcanjo benevolente. Quando se sentir pronto despeça-se dele agradecendo. Faça o mesmo para os outros Arcanjos que estiveram presentes, abra-lhes o seu coração agora em paz e alegria plena.

Faça o ritual de encerramento e abra o círculo mágico.

Num dia de Arcanjo Gabriel, Regente da Lua

terça-feira, março 17, 2009

A Lua e o Caranguejo

Esta carta da semana, levou-me para dentro de mim, e durante as semanas que decorreram muitas foram as conversas com pessoas amigas sobre o signo Caranguejo, o meu ascendente. Relembro que estou a falar de mim e de mim apenas!
Uma colega de trabalho ficou deslumbrada com a Astrologia quando eu pesquisei o seu ascendente e lhe contei o que achava, pela minha experiência própria, claro, pois também ela é caranguejo! Conversa puxa conversa e encontrámos uma razão para a afinidade enorme que já sentíamos desde o início.
Maior dificuldade sentida por estas duas pessoas, eu Carneiro e ela Leão: conseguir destrinçar o que é real e o que é fabricado pela nossa sentimentalidade exagerada, aliada a uma mente fértil. Ambas sentimos que a nossa intuição é forte, mas que esta guiada pelo caranguejo se torna perigosa, por que encontramos razões para tudo e tudo faz sentido dentro desse esquema que magicámos. Sofremos imenso com o que os outros nos fazem, quando eles não se explicam, precisamos encontrar as nossas razões e de tal forma que tudo fique claro. O problema nisso é que nem sempre aceitamos que essa é a nossa Verdade, que isso não significa que seja a do outro também. Fiquei preocupada pois ela é bastante mais velha do que eu e ainda sofre com isso!!! Será que eu não vou conseguir ultrapassar isto nunca? Ó meu Deus!!! rkrkrkrkr
Este assunto veio ao de cima esta semana por Caranguejo ser o signo que rege a carta da Lua, alguns esotéricos vêm nela o signo de Peixes, mesmo assim, é uma boa altura para resolver ou desabafar sobre este assunto que me atormenta há tempo demais, visto que Marte, o meu Planeta regente, entrou em Peixes.

Como poderei eu equilibrar este ascendente? Eu sei perfeitamente quais as suas tendências, conheço bem as suas características e consigo compreender quando ele se está a manifestar, mas o que sinto não consigo dominar. Sei a teoria, mas na prática a coisa está sentida. Posso até nem magicar nada, mas a segunda mente não se cala, não paro de pensar sobre o assunto e enquanto não arranjar uma solução, não paro. E para a minha própria sanidade é urgente calá-la!!!
Há uns dias a Zoe fez um artigo sobre as Rainhas e foi fulcral a reacção das mulheres que se manifestaram, sendo a Rainha de Copas aquela que menos aturamos. Sobre as outras não poderei falar, mas a minha razão é tão somente esta: “Não consigo controlar os meus sentimentos” quando sinto algo, mesmo que a razão me diga que pode não ser nada daquilo, o Caranguejo prevalece e dá asneira, pois muitas vezes descubro que não era nada daquilo, que andei a sofrer sem necessidade, tudo criado por mim. Quantas vezes isto já me aconteceu?!? Ui....nem imaginam!
Hoje peço-vos novamente as vossas palavras sábias, se tiverem algo a dizer sobre o assunto, que considerem poder ajudar-me, façam-no!
Conhecem alguém assim? Como lidam com essas pessoas? Também são assim, mesmo não sendo caranguejo? O que posso fazer para controlar este caranguejo aluado que não distingue o real do imaginário? Deverei eliminá-lo e apenas dar ouvidos ao Carneiro? Será altura de deixar de lado as águas turvas do Caranguejo e seguir o Fogo do Carneiro? Ai...ai...ai...

Desde já um bem-haja pelas vossas palavras, posso não responder imediatamente pois é um assunto delicado que me exige grandes reflexões, mas acreditem que vos vou ouvir atentamente, nenhuma resposta será desconsiderada, o nariz empinado é apenas aparência! hihihihi

Num dia de São Patrício, Santa Gertrudes de Neville, São José de Arimateia e de Samael, Regente da Energia de Marte

segunda-feira, março 16, 2009

Meditação com a Lua

Esta semana regida pela Lua, será dedicada às emoções, às nossas águas interiores, aos desejos e à intuição.
Já vos disse que quarta-feira, dia 18 de Março, será dia do Arcanjo Gabriel, para esse dia reservo-vos um ritual poderoso de comunicação, e hoje ofereço-vos uma meditação imaginada por mim. A meditação não será com a carta de tarot por esta conter uma energia perigosa para quem não tiver experiência nestes campos, podendo levar-vos para mundos não aconselháveis, e não gostava de ter essa responsabilidade em cima dos ombros. Mas criei uma que poderá servir para o intuito da carta, espero que gostem, mas acima de tudo que vos seja útil.

Depois de fazerem o vosso ritual de preparação e de se sentirem relaxados o suficiente, vejam-se numa bela paisagem. Desfrutem da paisagem, passado o vosso tempo surge-vos à frente uma nuvem. Subam-na e sentem-se confortavelmente. Peçam-lhe que vos leve onde vocês têm de ir. A nuvem obedece e leva-vos a ver algumas imagens da vossa vida que precisam ver. Observem, registem tudo na vossa mente e quando terminarem peçam à nuvem que vos traga de volta à paisagem.
Depois de agradecer, eis que a nuvem se transforma mesmo à vossa frente num ser! Quem é? Vejam e aceitem a forma que a nuvem tomar. Se quiserem podem perguntar o nome ou algo mais que vos interesse. Mas uma coisa é obrigatória, peçam-lhe ajuda para ver a vossa Taça.
Em seguida, essa nova forma coloca a sua mão direita em frente ao vosso coração, da mão sai uma luz dourada que abre o vosso coração. Leva a sua mão lá dentro e tira a vossa Taça das Águas Interiores, peguem-lhe!
Olhe para dentro da Taça, como está? Cheia? Vazia? As águas são límpidas? Turvas? Há algo dentro delas? Se tiverem alguma pergunta, façam-na à forma que vos ajuda!
Depois de ver o que tem para ver, sentem-se no chão relvado que pisam. Sinta o conforto que é, a paz que lhe dá estar ali com essa forma. Feche os olhos e oiça o que ela tem para lhe dizer.
Assim que terminar de ouvir, abra os olhos e à sua frente está um espelho. O que vê reflectido? Qual é a sua imagem? Aceite, recusar o que vê, apenas a levará a um caminho mais longo na sua auto-descoberta.

Quando sentir que terminou a sua meditação, regresse inspirando profundamente, mexendo os dedos, humedecendo os lábios e sentindo os cheiros que o envolvem.
Compreenda que o que viu, deverá ser usado para o ajudar a despertar as melhores emoções na sua Alma, lembre-se da sua imagem no espelho e tente trabalhá-la esta semana. Recuse o mundo da fantasia e da ilusão, esse caminho afasta-o da sua Essência!

Num dia de São Círiaco, São Abraão, Santa Engrácia e de Gabriel, Regente da Energia da Lua

domingo, março 15, 2009

Melodia para a Lua

Ora, cá está mais uma semana na nossa pequena vida neste Universo tão gigantesco! O fim da semana com o Eremita não podia ter sido mais belo! Numa semana onde as nossas forças vieram ao de cima, depois de fugirmos para dentro de nós para encontrar a resposta às perguntas que temos na Alma, fui para Guimarães para assistir a uma peça de teatro de Samuel Beckett. Este autor é simplesmente mágico, um humano que procurava a razão de tanta escuridão no mundo, mas que tinha uma particularidade, deixava-nos sempre uma luzinha no fim!
A peça era composta por quatro fragmentos, representados por apenas três actores e encenados pelo grande Peter Brook, foi simplesmente Mágico! Houve uma altura em que senti que aquilo era uma mensagem, foi simplesmente divino!
A viagem nocturna, sim fui e vim no mesmo dia, foi feita envolta de nevoeiro, um cenário surreal, de quilómetro em quilómetro o nevoeiro ia e vinha, deixando ver a força da lua cheia que começa a sumir! Mas ao aproximarmo-nos de casa, depois do Pombal, o nevoeiro desapareceu e a lua evidenciou-se.

De tal forma que a Lua é a carta da semana.
A minha primeira reacção foi "Bolas, mais ilusões, traições e mistérios!!!" Todavia, depois de me acalmar percebi o porquê deste ensinamento!
A Lua é a carta que nos leva à nossa intuição, às águas que residem no nosso interior. É verdade que ela nos mostra as nossas limitações, pois a luz da Lua apenas reflecte as sombras, mas ela leva-nos também ao nosso lado Lunar, aquele que devemos dominar para ter direito ao Sol.
Nesta semana parece que a reflexão evidente é sobre onde andamos iludidos, que fantasias desmesuradas andamos a criar na nossa vida, que sentimentos escondemos dos outros. Procurar à luz da Lua pode levar-nos a becos sem saída, mas esses becos são sempre representantes do nosso Mundo Interior.

Para uma semana com a Lua escolho uma banda, esta semana não me apetece um filme, que nos poderá ajudar a guiar na meditação. Explosions in the Sky, que fizeram 10 anos de existência na passada sexta-feira 13, são fenomenais, as suas músicas inspiram-nos a meditações fabulosas. Do seu segundo álbum, Those Who Tell the Truth Shall Die, Those Who Tell the Truth Shall Live Forever, um título que mostra a ambiguidade da carta da semana, escolho a terceira música The Moon is Down!

Fiquem com a Lua para esta semana e com as explosões no céu, façam as perguntas correctas e acreditem que elas vos levarão a sair dessas águas estanques, passando as torres e encontrando a Verdade do SOL! Quarta-feira será dia do Arcanjo Gabriel, excelente dia para a meditação com a LUA, aguardem!

Num dia de São Henrique, São Zacarias, São Longuinhos e de Miguel, Regente da Energia do Sol

sábado, março 14, 2009

A recompensa merecida

Para terminar esta semana tão gratificante, tão inspiradora, tão mágica e tão bonita, ofereço-vos algo especial. Doces visitantes e amigos, hoje não estou cá, mas o livro está aberto para usarem e abusarem, com moderação, é claro!
Estou em Guimarães, volto a este espaço tão especial para mim, podem ler sobre isso aqui. Há quase um ano atrás, tive a oportunidade de assistir a um concerto simplesmente fabuloso, num lugar mágico, onde pude ver os Elementais a surgir de todos os lados, se vos despertar interesse leiam aqui. Hoje volto a esse lugar, não estarei nos Jardins mágicos, mas espero poder vê-los novamente. Por isso hoje deixo-vos com uma partilha muito especial, mais um espaço sagrado do meu Templo, o meu altar aos Elementais.

Esta partilha é para todos, mas tem uma intenção especial, agradecer a inspiração da Hazel em partilhar a minha casa e da Caillean que me inspirou a fazer a homenagem aos Elementais.
Se este pedaço da minha Vida vos inspirar a fazer anotações, estejam à vontade, mas lembrem-se só os poderei publicar amanhã, pois não estou em casa, só lá estão os Elementais e os Anjos! ;)
Até amanhã, um abraço iluminado e beijocas recheadas de agradecimentos por estarem a tomar tão bem conta deste livro!
Num dia de Santa Matilde e de Cassiel, Regente da Energia de Saturno

sexta-feira, março 13, 2009

Despertar a consciência mágica

Nesta lua cheia não criei um ritual pois encontrei um no livro Rituais Antigos para um Mundo Novo de José Medeiros que se adequa para esta intenção. Além disso, já faz muito tempo que realizei este ritual e decide renová-lo, hum...ainda me lembro da primeira vez que o fiz em São Miguel de Odrinhas! Mais um local mágico mas que devido aos abusos de alguns pagamos todos, agora está cercado, para lá realizar rituais é preciso infringir a lei! Mas isso não interessa, pelo menos não agora.

Vamos precisar de uma vela branca apenas.
Depois de fechar o círculo e de realizar o ritual de abertura, acendemos a vela branca. Fechar os olhos e controlar a respiração até sentir tranquilidade. Em frente ao altar, erguer os braços, em invocação, para Oriente.
Juntar as mãos, palma com palma, com os polegares encostados à testa. Dizer:

- Energia Primordial, Pai/Mãe do Universo, faz com que o Poder da Coroa...

(Tocar com os dedos indicadores e médios de ambas as mãos sobre o plexo solar.)

- … desça ao Reino...

(Colocar os dedos indicador e médio da mão direita sobre o ombro esquerdo.)

- ... e me transmita a Força...

(Colocar os dedos indicador e médio da mão esquerda sobre o ombro direito, ficando com os braços cruzados sobre o peito.)

- ... e a Sabedoria necessárias ...

(Cruzar os braços sobre o peito.)

- ... para que a Emoção desperte e o Amor se manifeste.Que a tua Luz me guie no Bom Caminho, activando em mim a percepção mágica que me permita o contacto entre os Planos.
Que assim seja.

Visualizar um feixe de Energia branca entrando sobre a cabeça e descendo até ao coração e um feixe de Energia vermelha saindo da Terra e subindo pelas pernas até se misturar com a Energia branca.
Dizer:

- Senhor da Luz, permite que eu seja um canal de comunicação entre os Planos. O meu coração é o ponto de encontro das Energias Cósmicas e Telúricas. Que aí se realize o seu casamento.

Apontar a vara para Oriente, à altura do coração, visualizando um feixe e Energia que se projecta. Rodas pela direita, imaginando que se forma um anel de luz dourada, reforçando o Círculo Mágico. Esse anel vai expandir-se, até formar uma esfera protectora que envolve toda a sala. Dizer:

- Que o meu corpo físico seja o forno alquímico em que a razão, a expressão e a emoção se equilibrem para que eu me domine e atinja o Conhecimento.

Imaginar quatro portas abertas para além da esfera de Energia dourada: a Oriente a Porta do Ar ou da Energia amarela, a Sul a Porta do Fogo ou da Energia vermelha, a Ocidente a Porta do Água ou da Energia azul e a Norte a Porta da Terra ou da Energia verde.
Erguer os braços para Oriente, flectindo a cabeça. Dizer:

- Que os Guardiães das Quatro Portas se manifestem e me auxiliem a despertar a minha consciência mágica.Rafael, Regente da Porta do Ar, Miguel, Regente da Porta do Fogo, Gabriel, Regente da Porta da Água e Uriel, Regente da Porta da Terra, auxiliai-me a dominar e a purificar em mim os Quatro Elementos que constituem o meu corpo físico e que mantém ligada a este Plano.

Estender os braços para Oriente e, em seguida, cruzar as mãos sobre o coração, a esquerda sobre a direita, recebendo a Energia amarela.
Repetir para Sul, recebendo a Energia vermelha, para Ocidente, recebendo a Energia azul e para Norte, recebendo a energia verde.

De novo para Oriente, com as mãos cruzadas sobre o peito, dizer:

- O Um manifestou-se em mim nas suas duas Polaridades, nas suas três Essências e nos seus Quatro elementos. Que a energia Primordial se conserve no meu coração.

Imaginar que a esfera de Energia dourada se contrai, concentrando-se em nós, até ser um ponto de luz brilhante no coração. Dizer:

- Regentes das Quatro Portas, bem hajam pelo auxílio que me deram durante este ritual. Que as vossas Energias me acompanhem sempre, iluminando o meu caminho, despertando a minha consciência e aumentando a minha percepção.

Erguer os braços, saudando o Oriente. Dizer:

- Energia Primordial, Pai/mãe do Universo, Tu que és a Coroa...

(Tocar com os dedos indicadores e médios de ambas as mãos no meio da testa.)

- ... o Reino...

(Tocar com os dedos indicadores e médios de ambas as mãos no plexo solar.)

- ... o Poder...

(Tocar com os dedos indicadores e médios da mão direita no ombro esquerdo.)

- ... a Glória...

(Tocar com os dedos indicadores e médios da mão esquerda no ombro direito.)

-... e a Lei Eterna...

(Cruzar as mãos sobre o coração, a esquerda sobre a direita.)

- ... desperta em mim a consciência mágica....

(Juntas as mãos, tocando com os polegares na testa.)

- ... e protege-me ao longo do caminho.

A vela do ritual deve arder até ao fim.
Realizar o ritual de encerramento, agradecendo a todas as entidades que estiveram presentes e abrir o Círculo Mágico.

Num dia de São Rodrigo, Santa Sancha, Santa Eufrásia e Anael, Regente da Energia de Vénus

quinta-feira, março 12, 2009

quarta-feira, março 11, 2009

Meditação com o Eremita

Não me senti inspirada para criar uma meditação e encontrei uma que achei servir plenamente para o que desejo, aqui vai!


Comece por escolher o local onde irá fazer esta meditação. Prefira um local calmo, não muito iluminado. Coloque a carta do Eremita sobre uma mesa no ponto cardeal norte, acenda uma vela e sente-se confortavelmente à sua frente. Feche os olhos, inspire e expire até se sentir relaxado e calmo.
Sinta que à sua frente se encontra o arquétipo do Eremita. Observe-o bem, veja como ele está em perfeita harmonia com o ambiente que o cerca e detém em si a força interior para superar qualquer obstáculo.
Inspire e expire, sinta-se completamente relaxado. Está agora numa estrada comprida, é noite e apenas a luz brilhante da lua ilumina o seu caminho. Ao longo avista o Eremita, um velho frade que caminha na sua direcção com passos lentos, porém firmes. Ele dirige-se para si, traz consigo uma lâmpada que ilumina o caminho escuro e o cajado onde se apoia.
Encontra-se com o Eremita. Ele vem oferecer-lhe a sua luz interior, luz capaz de dissipar as trevas. Traz igualmente a sua mente e coração abertos e repletos de luz e paz. Observe-o. Veja como os seus olhos são bondosos, dirija-se a ele e diga-lhe: "Mestre, ilumina o meu ser, ajuda-me a encontrar a minha lâmpada."
O Eremita coloca a sua lâmpada à altura do seu coração. Abra-o e preste atenção ao velho sábio, ele quer conhecê-lo melhor, fale com ele, ele aceitará tudo o que tiver para dizer, até o seu silêncio, pois veio até si para o ajudar e não para o repreender.
Agora é o mometo de encontrar respostas: ouça o silêncio, sem pressa, leve o tempo que achar necessário, escute apenas o seu coração.
O Eremita ajuda-o a escolher a chama que se ajusta à sua lâmpada interior, guarde-a no seu coração.
Agradeça e despeça-se dele.
Observe o Eremita a afastar-se e, aos poucos, desvaneça a imagem do Eremita.
Concentre a sua atenção na respiração e saia progressivamente do relaxamento.
in Meditações com o Tarot, Gabriela Barros

Esta meditação é útil para acalmar a mente e encontrar-se interiormente! Espero que vos seja útil! Na segunda não houve oportunidade para colocar a meditação, mas hoje, dia de Rafael, também é um bom dia para meditar! Have fun!

Num dia de São Cândido, São Eulógio e Rafael, Regente da Energia de Mercúrio

terça-feira, março 10, 2009

Rituais para o mês de Março

Esta lua cheia é considerada a Lua do Olho Interior, porquê? Por ser a lua cheia de Peixes, este signo de Água, tem como característica primordial a sua capacidade intuitiva, o seu lema é "Eu Creio!", encontrei isto no clix:

"...E finalmente a Ti, Peixes, dou a mais difícil de todas as tarefas. Peço-te que reunas todas as tristezas dos homens e as tragas de volta para mim. As tuas lágrimas serão no fundo, as minhas lágrimas, a tristeza e o padecimento que terás de absorver serão o efeito das distorções impostas pelo Homem à Minha ideia; mas cabe a Ti levar até ele a compaixão para que possa tentar de novo. Por esta tarefa eu Te concedo o Dom mais alto de todos: Tu serás o único dos meus doze filhos que me comprenderá. Mas este Dom do entendimento será só para Ti, Peixes, pois quando tentares difundi-lo entre os homens, eles não Te escutarão..."

Assim sendo o que poderemos fazer neste mês dedicado a tão sensível energia?

Primeiro deveremos começar por desenvolvar as nossas capacidades de ver além das aparências, desenvolver a nossa terceira visão, aquela que nos guiará no Caminho da Luz. Começar por ver realmente o que nos rodeia será benéfico. Ao longo desta jovem vida que tenho fui encontrando homens e mulheres, principalmente mais velhos, com alguma incapacidade de ver o que realmente está à sua volta, seja o bom seja o mau, mas curiosamente é mais difícil de ver o bom. Quantas vezes escolhemos dar mais atenção ao que não temos do que ao pocuo que temos, é aquela história de o copo estar meio cheio e ou meio vazio. Mesmo que eu veja meio vazio, penso sempre que é bom, pois terei a oportunidade de encher o resto!

Posto isto nesta Lua Cheia façamos um pequeno ritual para despertar a nossa Verdadeira visão, aquela que nos guiará no Bom Caminho. Mas não nos esqueçamos que o Caminho é diário e que todos os dias deveremos tentar alargar a nossa Visão.

Encontrei esta sugestão que achei o máximo!
Diariamente, exercite esse dom de "observar" o universo:

1. Ao acordar, dirija-se à janela e olhe o dia. Perceba como está o tempo. Chove? Faz Sol? Olhe bem para o céu.
2. Ao tomar o pequeno-almoço, "sinta" o sabor dos alimentos. Comente com os outros o que está a sentir.
3. Ao sair de casa, observe atentamente o caminho, parando sempre que alguma coisa chamar a sua atenção.
4. Cumprimente gentilmente todas as pessoas que passarem por você, mesmo aquelas que não conhece.
5. Ao encontrar um amigo, converse com ele e diga o quanto está feliz por vê-lo.
6. Dê atenção a todos animal que encontrar.
7. Ao entardecer, suspenda as suas actividades e observe o dia que termina. Perceba as cores, os sons, os cheiros, os movimentos da natureza.
8. Ao jantar, converse com os outros sobre os acontecimentos do dia e agradeça pelo alimento que agora você come.
9. Antes de dormir, "converse" com a noite e diga-lhe que você deseja ampliar a sua visão interior.

Estas pequenas sugestões dão-nos uma ideia de que para encontrar a nossa Verdadeira Visão, precisamos primeiro de aprender a realmente ver.
Que esta lua cheia desperte em vós a maravilha de ver o Mundo pela primeira vez!

Num dia de São Militão e de Samael, Regente da Energia de Marte
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...