domingo, março 21, 2010

As mudanças na vida de Alegria, a entrada do Aeon em acção

Eis a reflexão semanal, atrasada :) bem sei, mas ... mas, nada! Ei-la aqui e agora, preparados? Let's go!
Alegria esteve uma semana inteira com a sua Sacerdotisa, conversaram, brincaram e namoraram muito. Até que determinada altura Alegria compreende que tudo irá mudar se ali permanecer.

As suas caminhadas não serão mais as mesmas, as pessoas com quem se irá cruzar serão outras, tudo será diferente. Já caminhou um pouco para saber que as mudanças não são positivas nem negativas, mas apenas o curso natural da história, neste caso a sua história.

Aquilo que o começa a atormentar é o pensamento «e se…». E se não tiver capacidade para resolver os novos conflitos que esta mudança lhe proporcionará? E se se cansar? E se ela se cansar? E se as suas necessidades não forem atendidas ou, pior, falhar em atender as dos outros à sua volta? E num galopar de emoções, Alegria rebenta em lágrimas.
Uma vez mais está a antecipar os acontecimentos, a tentar racionalizar as mudanças. Não havia mal nenhum nisso se tal não lhe causasse sofrimento. A Sacerdotisa aproxima-se e questiona:

«Qual será a pior coisa que poderá acontecer? Arrependeres-te? Não te conheces o suficiente para saber que se assim for, basta mudar, revertendo a escolha inicial?»

«Serão todas as coisas assim tão simples? Poderá tudo ser revertido?»

«Sim, tudo pode ser revertido. Mas atenção, a tua liberdade de acção será diametralmente oposta à tua consciência! Tens de descobrir as tuas verdades e compreender afinal o que não é mais verdade. A mudança provoca isso, uma reavaliação dos nossos preconceitos e dados adquiridos. Deixo-te só para descansares.»

Alegria continuava banhado em lágrimas, por muito que desejasse parar não conseguia. Era como se o seu interior lhe pedisse uma limpeza, uma purificação através da água. E assim se deixou ficar, entregue às suas emoções mais profundas.

No meio de lágrimas e suspiros, de água e de ar, Alegria acedeu ao seu fogo interior e compreendeu que a fé, a entrega seria a melhor opção. Iria mergulhar profundamente nesta nova etapa da sua jornada. Iria confiar que fora ali que o seu interior o levara, que as suas escolhas o colocaram ali e, por essas razões, tudo o que acontecesse seria para o ajudar a melhorar-se.

E no momento em que compreende que terá de abdicar de experiências conhecidas e queridas, encontra também a resposta às suas dúvidas. As experiências mudaram de carácter pois também ele mudou, quando mudamos o velho não faz mais sentido. Assim, compreende que tem estado dependente de um formato de experiências, sem compreender que esse formato era o espelho da forma que ele estava a tomar. Quem queria ser agora? Essa era a questão que deveria colocar pois ela encerraria a resposta do tipo de experiências que se iriam proporcionar no futuro próximo!

Quando finalmente serenou, a Lua já ia alta. Estava quase cheia, será a lua de Balança, pensou, compreendendo a razão pela qual tinha conseguido solucionar a questão. E grato adormeceu, como há muito não dormia sonhou com coelhos e luas cheias, com amigos e crianças...

Foi esta a semana do Aeon do Alegria, e a nossa? Conseguimos solucionar questões emocionais? Aproveitámos para dar uma limpeza nas relações ou desperdiçámos mais um momento para mudar? Encontrámos o problema, o desafio? E a solução, a resposta? Se não, esta semana teremos essa oportunidade, a nossa intuição estará ao rubro!

A todos uma óptima semana com a Lua!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...