segunda-feira, julho 26, 2010

Abandona-me. Abandona-me. Abandona-me.

Bill Henson

Peço-te anjo da morte que leves tudo o que já não preciso, para que o nosso reencontro seja mais célere.
Despoja-me de bens supérfluos, amigos falsos e fantasias incongruentes.
Leva tudo, deixa-me apenas a pele do corpo para que a minha verdade seja clara.
Torna-me leve, torna-me transparente, torna-me pura.

Que os meus olhos vejam apenas a verdade e discirnam as aparências.
Que o meu nariz cheire os odores da Natureza e me alerte para a putrefacção.
Que os meus ouvidos oiçam os conselhos sábios.
Que a minha boca professe apenas palavras de amor.
Que eu oiça, sinta e compreenda o meu corpo!
Que eu desperte na ribeira viva do Entendimento!

Que assim seja e assim será!

Que a energia sonora da semana nos leve a uma continuação de Morte mais serena. Fiquem com I Am You de Nightmares on Wax. 

Na primeira hora de Júpiter do dia de Lua, S. Ana, S. Sinfrónio, S. Olímpio, S. Teodulo, S. Rafael
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...