domingo, outubro 02, 2011

Semana da Justiça


A semana da Justiça começou com uma energia muito forte. A oportunidade chegou para jubilar depois da celebração do Equinócio de outono. A semana começava, então, com uma intenção muito forte: rejubila e partilha a tua alegria, originada pelas tuas realizações, no seio da tua casa, levando um pequeno pedaço do pão festivo para o caminho.

Contudo, algo aconteceu na segunda feira que nos fez duvidar das nossas verdadeiras capacidades, teríamos mesmo conseguido alcançar algo? Mereceríamos esse jubilo todo? Foi com a Lua Nova que o nosso corpo de acção se encheu de energia e decidiu lançar a primeira pedra para a base do nosso futuro. Mas escapou-se da nossa compreensão no momento aprofundar a verdadeira motivação.

Assim, na quarta, apercebemo-nos que a tarefa iria ser mais difícil do que julgáramos inicialmente. Estávamos a precisar de ajuda para carregar a segunda pedra. Mas a Justiça foi rápida a enviar-nos a ajuda necessária e na quinta recebemos notícias importantes sobre o assunto que iniciáramos recentemente. Todavia, também nos foi lembrado que não havia pressa, urgência, nessa nova actividade. Poderíamos respirar calmamente e dar passos mais seguros e menos precipitados.

Foi assim que na sexta tivemos uma revelação. É preciso integrar os medos, as dúvidas, que nos assombram. Recalcá-las para um poço sem fundo dentro de nós só as tornará ainda maiores. Abraçámos estes nossos inimigos e tornámo-los nossos aliados, conseguindo alguma paz de espírito.

Desta forma, concluímos a semana com uma certeza: Para grandes males, grandes remédios! 

A mensagem da Justiça foi muito simples, ela incentivou-nos a aplicar a nossa coragem, a nossa energia, naquilo que era mais importante e, com todos os medos e dúvidas como aliados, TENTAR.

Ainda não entendi muito bem porquê, mas aconteceu. Estava a rever as cartas e pus-me a somá-las, além de ter reparado que nesta semana só saíram Bastões (fogo) e Espadas (ar). Depois de as somar lembrei-me de uma coisa que gosto muito - o I-Ching.

Então, somando apenas os arcanos menores obtemos o hexagrama 48 - O Poço:
Pode-se mudar uma cidade, mas não se pode mudar um poço.
Este não diminui nem aumenta.
Eles vão e vêm, recolhendo do poço.
Quando se chega próximo ao nível da água, mas a corda não vai até o fundo ou o balde se quebra, isso traz infortúnio.
O Poço relembra o rejuvenescimento constante tão necessário, a partilha, a não estagnação das nossas águas interiores.

Mas, depois lembrei-me que estas cartas saíram com a Justiça, e adicionando-a aos arcanos menores obtemos o hexagrama 56 - O Viajante.
Sucesso através do que é pequeno.
A perseverança traz boa fortuna ao viajante.
Bom, aqui concluímos a análise da semana de 25 de Setembro a 1 de Outubro através das cartas de tarot e os avisos do I-Ching.

Na primeira hora de Marte do dia de Sol, S. Leodegária, Santos Anjos da Guarda
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...