domingo, dezembro 11, 2011

A Justiça tranquila, uma retirada no tempo certo

A semana com a Justiça trouxe-nos alguma estabilidade. Senti durante toda a semana algum equilíbrio, nada foi feito precipitadamente, nada me tirou do meu centro, chegando assim ao fim da semana com uma boa sensação. Apesar do trabalho, que impediu estar aqui mais vezes, a semana foi tranquila, relaxada, suave e serena.

Esta energia trouxe consigo algumas questões pertinentes que estiveram na nossa mente durante toda a semana. Procurámos, desta forma, encontrar a Verdade e a Justiça em tudo o que fizemos. Procurámos, também, não prejudicar ninguém, mais do que o habitual, e saber a verdadeira motivação por trás de cada ato realizado. Estas foram as questões centrais. Tê-las-emos apreendido?

Quando a Justiça chega não há espaço para enredos. Ela limpa tudo o que houver para limpar. Ela revela o que está escondido. Ela ilumina a escuridão. Desta forma, preencheu-nos com alguma alegria, alguma segurança nos foi dada e isso deu-nos força para celebrar a vida.

Na verdade, o início do percurso começou mesmo virado para aí - a Vida. Será que fomos invadidos por uma vontade de retomar a nossa vida? Quando a Justiça nos invade, carrega-nos de uma energia positiva, uma certeza de alcançar o que desejamos. Com ela sentimos que somos capazes de retomar o percurso esquecido. Voltamos ao que há muito estava à nossa espera, vamos atrás no percurso e recuperamos o que indevidamente abandonámos. Relembramos, simplesmente, a fazer o nosso melhor trabalho.

Com a Justiça soubemos pôr para trás o que não importava, pelo menos, neste momento. Obtivemos um certo descanso, mesmo que seja temporário. O importante é saber o que fizemos durante esse descanso. Se o aproveitámos para reavaliar pontos do nosso caminho e fazer os ajustes necessários, ótimo. Senão...teremos provavelmente que lá voltar, só podemos esperar que seja novamente com a Justiça e não com o Dependurado ou Eremita. 

Em suma, esta semana fomos diretos aos assuntos importantes, reavaliámo-los e fizemos as nossas escolhas, tudo isto com a ajuda preciosa da Justiça, a Verdade.

No I-Ching, para a semana, saiu o hexagrama - Retirada:

O oráculo
Retirada. Sucesso!
É favorável a perseverança em pequenas coisas.
Conselho
O homem nobre se mantém afastado do que é inferior, evita o ódio e preserva sua dignidade.
Interpretação
Quando o vulgar e o inferior proliferam, o homem que busca o crescimento interior se recolhe em si mesmo para preservar sua dignidade. Ele fica atento para não ser conduzido pelo ódio, pois essa emoção o manteria ligado ao objeto odiado. Só o equilíbrio, o recato e a retidão podem manter as forças das sombras à distância.

Mas ao adicionarmos a Justiça a esta semana, obtivemos o hexagrama - Diminuição:

O oráculo
Diminuição acompanhada de sinceridade promove extraordinária boa sorte, livre de erro.
É favorável ter um objetivo ou meta ideal.
Mas como?
Duas pequenas tigelas são suficientes para o sacrifício.
Conselho
O homem nobre controla a sua ira e é moderado nos seus desejos.
Interpretação
Os impulsos instintivos, quando se descontrolam e se tornam passionais, constituem uma fonte de desperdício e de esvaziamento da energia vital. Situações como essa impõem uma diminuição. "A ira deve ser atenuada através da tranquilidade, os impulsos refreados pelas delimitações. Graças a essa diminuição dos poderes inferiores da alma, os seus aspectos superiores são enriquecidos." (Wilhelm).

Na terceira hora de Marte do dia de Sol, S. Dâmaso, S. Franco
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...