Avançar para o conteúdo principal

A Morte liberta-nos

Depois do Solstício e da noite mágica de São João, chega-nos a Morte.
A palavra de ordem da semana é libertar.

É preciso compreender que tudo tem um propósito, por muito pouco tempo que seja a sua duração ou existência. Cada acção, cada palavra, cada gesto, cada símbolo trocado produziu um efeito dentro de nós. Cada pessoa ou situação aparece para nos levar a algum sítio, real ou simbólico. Mas, como a Roda da Vida não pára, tudo o que estava no início chega a um momento em que se encontra no fim. E novamente no início e depois no fim...

A Morte vem lembrar-nos isso. Agora que caminhamos para o nosso interior, nesta fase do Sol Negro, precisamos de nos libertar daquilo que já não nos é útil, aquilo que neste momento só faz volume na bagagem que levamos nesta Jornada. Não é fácil, com certeza que não. Os hábitos são das coisas mais difíceis de libertar, já que eles nos dão segurança, nos fazem acreditar que tudo está controlado.

Porém, chega o momento de abrir mão dessa segurança e elevar o nosso coração, aceitando a energia da Roda da Vida e entrando em sintonia com ela, para que o nosso caminho se cumpra a Grande Obra seja realizada. É o passo em frente ao abismo, o passo da fé.

É neste sentido que a Morte para esta semana chega como uma bênção. Libertemo-nos dos padrões, libertemo-nos das relações que nos afundam, libertemo-nos das ideias velhas e gastas, libertemo-nos de tudo o que já não faz sentido. E aprendamos a caminhar mais leves.

Esta libertação trará alguma dor, efectivamente. Por isso, é importante recordar que a dor, mesmo que ilusória, deve ser vivida e não ofuscada com tentativas de distracção. Não é enchendo o buraco que fica com coisas vãs e irreflectidas que nos curamos. É preciso parar, sentir e carpir. Lentamente e com amor o buraco fechar-se-á, por si só.

Deixo-vos esta semana com o pensamento de Jean-Paul Sartre:

«morremos no exacto momento em que deixamos de ser úteis»

Mensagens populares deste blogue

Oração para benzer a casa

Lembrei-me hoje de partilhar a oração que podem utilizar durante a limpeza da casa, é a que eu utilizo e com a que melhor me tenho sentido. Esta reza foi retirada do livro Tissanas, Mezinhas e Benzeduras de Lubélia Medeiros. O livro contém uma recolha de orações e de benzeduras populares muito interessantes, para alguém como eu que não teve tempo de aprender tudo com a avó, torna-se num compêndio muito rico. Além disso, e como o título indica, contém receitas de chás e de pomadas caseiras que podemos utilizar na cura de determinadas doenças. Fica aqui então a benzedura para quando estamos a defumar a casa com alecrim e arruda, ou com outras ervas com que nos sintamos bem:

Em louvor do Santíssimo Sacramento do altar, Esta minha casa eu estou a defumar, Para que todos os espíritos maus, Inveja, praga, mau-olhado E artes diabólicas se hão-de afastar. E a paz de Jesus nos venha abençoar. (abrir a porta da rua e dizer três vezes) Em louvor de São Bento Sai o mal para fora que entre o Bem para dentr…

Invocar e enviar Poder Mágico

Para começar é necessário definir o que é o Poder Mágico, só sabendo do que se está a falar se poderá invocar e enviar. O Poder Mágico é a energia que Mago invoca e molda para seu uso, para os seus objectivos.

Conseguir invocar o Poder Mágico é de uma utilidade extrema para o Mago, seja em que momento for, eu por exemplo invoco o Poder Mágico do meu Nome quando me sinto a ser atacada e impossibilitada de reagir ou quando estou a precisar de me concentrar em alguma coisa. Mas quando nos referimos a invocar a energia para questões de rituais estamos simplesmente a relembrar que tudo neste Universo é constituído por energia, moléculas.

Quando o Mago pretende invocar as energias de algo à sua volta apenas está a aumentar o campo vibratório do objecto. Por exemplo, quando utilizamos catalisadores durante um ritual temos a consciência de que esse objecto não tem poder em si, é apenas quando o mago invoca o poder que lhe conferiu antes do ritual que este poderá ajudá-lo no seu trabalho.

Entã…

Ritual para limpeza de Karma

Nas últimas semanas, as conversas com o Viajante tem andado muito em volta do Karma e como amanhã é um dia poderoso, decidi partilhar um ritual que serve para o podermos limpar conscientemente.
Este ritual foi criado por uma bruxinha linda com quem partilhei um ano de rituais. Sei que ela vai ler este texto e por isso, peço perdão aos outros, vou fazer uma pequena homenagem e deixar aqui no meu livro uma mensagem de gratidão e perdão.
Ela foi a minha mestre em meditação. Surgiu na minha vida no momento certo e com ela aprendi a Beleza das meditações e das limpezas Universais (um dia colocarei aqui como podemos limpar o Planeta das energias negativas). Com ela e através dela aprendi o caminho para o meu mundo interior e cresci muito nos seus braços. Um dia levou-me a outro mestre, que me despertou para a Magia. Nesse momento deixámos de ser discípula e mestre para nos tornarmos amigas de Viagem. Não foi fácil esta passagem, pois como em tudo na vida tinhamos formas diferentes de encarar …