quarta-feira, junho 26, 2013

do Ser(se) Humano

o ser humano é curioso. sim, "curioso" é o adjectivo que mais se adequa a esta tentativa de reflexão. num momento tudo está em perfeita harmonia, um trabalho calmo e organizado. e num ápice o oposto se cria.
Towers by Shin Tau
o que será que acontece nessa fracção de segundo em que tudo muda? que processo se dará? perdemos a noção de onde estamos e do que fazemos assim tão "de-repente-mente"?

olho à volta e percepciono que a harmonia é perturbada pela súbita necessidade de trabalho em conjunto. haverá algum processo que nos faça mudar a atitude por termos de interagir com o outro? perdemos o nosso controlo porque estamos com o outro? não consigo acreditar que seja apenas isso. não me parece uma justificação plausível. busco outra resposta.

continuo a observar e reparo que há um ponto, um pilar, um foco nesta situação. és tu. tu és o centro. tudo gira em torno do teu comportamento. atitude. postura. expressão facial. tudo. até a pausa que fazes entre cada palavra que arrastas de cansaço.

tu és o pilar que sustém a harmonia. és a estrutura deste espaço. quanto mais cansado estiveres, mais facilmente se encontrarão estes momentos súbitos de perda de controlo. respira. relaxa. acalma. recompõe-te. recolhe-te. recomeça.

o ser humano é, de facto, curioso.

Na segunda hora de Marte de um dia de Mercúrio e de S. Pelaio e S. Virgilio de Trento
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...