sexta-feira, setembro 06, 2013

A insanidade e a Lua

Os últimos posts têm sido relacionados com a loucura e hoje apercebi-me que este assunto está a surgir por estarmos a ser banhados pela Sacerdotisa e, obviamente, a Lua Nova em Virgem ontem.

Trapped (in)sanity by Shin Tau
Uma Lua mal compreendida, seja ela por estar em aflição no mapa astral, por ser um planeta com forte influência na nossa personalidade ou simplesmente por termos o chakra da 3.ª visão desequilibrado, é meio caminho andado para caminharmos num mundo de fantasia, de hipersensibilidade e de desatino. É o mundo dos véus, do fumos, da névoa.

Se pensarmos bem, quando alguém é um pouco desequilibrado, com atitudes mais impulsivas e descontroladas, ou aparenta um ar de quem não mora por aqui, é comum ser rotulado de lunático, que vive na Lua.

Então, este mês é preciso integrar a Lua em nós. Isto significa que é necessário aprender a identificar quando estamos a ser governados apenas por ela de quando estamos a ser orientados. Deixarmo-nos governar apenas pela Lua, pela sensibilidade, pela intuição, é um caminho perigoso, já que se torna mais fácil cair no mundo da fantasia, da insanidade, da loucura. É o caminho do meio, como sempre, que nos leva ao equilíbrio, e esse é feito em conjunto com a Lua e o Sol, o casamento alquímico.

Portanto, este mês, atenção aos devaneios. Permitamo-nos sim um pouco de loucura (ou muita) mas não a confundamos com a realidade.

Na primeira hora de Lua de um dia de Vénus e de Santa Libânia e S. Eleutério
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...