quarta-feira, setembro 25, 2013

A Lua (parte 2)

A Lua está associada às emoções e à necessidade de estas serem alimentadas sendo o signo onde se encontra o responsável pelas características específicas de cada um, como nos sentimos emocionalmente, mais confortáveis e seguros. Tem um princípio feminino, revelando também a nossa capacidade de nutrir e sermos nutridos. Está associada à memória, ao passado, à mãe.

Indica ainda os modelos e necessidades emocionais mais profundos de cada um de nós, a sua receptividade e capacidade de reflexão. Também está associada ao sonho, à imaginação ou a algo que primeiro fica incutido dentro de nós para surgir noutro momento, como a gestação, que é feita na escuridão. A Lua representa o inconsciente, o que não sabemos de nós mas conseguimos percepcionar. Simboliza o que eu sou mas não sei de mim, o conjunto de memórias que trago comigo e que revelam comportamentos reactivos ou, por vezes, inconvenientes.

A Lua representa a matriz, a mãe, o princípio feminino ligado ao materno e o Sol representa o pai, a energia vital, o consciente. À medida que a nossa consciência solar se vai desenvolvendo, a influência condicionadora da Lua vai diminuindo, pois os conteúdos inconscientes vão-se tornando conscientes, as reacções automáticas vão dando lugar a comportamentos mais adaptados e livres do condicionamento inconsciente e as emoções tornam-se mais conscientes e canalizam-se mais criativamente.

Na primeira hora de Saturno de um dia de Mercúrio e de Nossa Senhora das Mercês e S. Geraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...