domingo, maio 04, 2014

maio em Força

O tempo tem passado de forma curiosa, cada dia vivido e aproveitado com as novidades que são cada vez mais, porém, faz com que passe um mês e nem se dê conta... Porque voa o tempo quando estamos felizes?
E assim passou o mês com o Universo, regido por Saturno (só publiquei um texto astrológico sobre essa matéria [tudo o resto ficou em rascunho], mas haverá, com certeza, outras oportunidades para continuar o assunto) e abrimos outra página do calendário desta vez com a Força, carta XI do Tarot.

Daniel in the lion's den de Briton Riviere
Portanto, maio traz-nos uma valente prova de coragem que devemos aceitar e abraçar mesmo, aproveitando também a energia de Vénus em Carneiro para ganhar essa coragem de agir.
A Força leva-nos obrigatoriamente a mergulhar no nosso Ego, regida por Leão não poderia fazer outra coisa. Este é um momento perfeito para assumir e integrar o animal (o Leão) que há em nós, isto é, as emoções e impulsos instintivos que formam o nosso Ser. A primeira parte da tarefa é essa, reconhecer as emoções e impulsos instintivos, animalescos que formam também quem somos, depois complicamos a tarefa ao integrá-los com a razão e a espiritualidade. Mas esta é mesmo necessária, se queremos ser donos dos nossos actos e podermos responder com responsabilidade sobre as nossas escolhas.

Maio força-nos a encarar o animal que há em nós, a olhá-lo e a respeitá-lo, sim, respeitá-lo. Não sou daquelas correntes que defendem que o ego deve ser eliminado, nenhuma parte que compõe o Ser deve ser eliminada, caso contrário não somos um Todo. Acredito, sim, que devemos reconhecer esse lado instintivo e respeitá-lo, afinal, quantas vezes já me salvou de situações complicadas? Quantas vezes tive o instinto correcto e fiz o que devia ser feito? Sem esse instinto não aprendíamos que o fogo queima e que as fichas eléctricas não servem para pôr os dedos. Mas adiante, respeitando esse animal que todos temos, aqui representado pelo Leão que a mulher domina, transforma-nos nessa mulher dominadora que aparece na carta. Cada vez mais conscientes dos processos químicos que ocorrem no nosso corpo e cada vez mais compreensivos sobre como agimos e por que agimos.
Una and the lion de Briton Riviere

Em maio, portanto, prevejo muito sensualidade, paixão e criatividade a emergir, muito fogo no corpo. Espero que aproveitemos essa energia para gostar cada vez mais do nosso corpo (meio físico sem o qual não poderia haver esta experiência), descobrir aquilo que nos dá prazer e nos faz sentir bem, para que possamos sentirmo-nos cada vez mais leves, firmes e apaixonados pela Vida que conscientemente vamos sendo capazes de escolher a cada dia/experiência que passa.

É isto que a Força nos traz neste mês, vamos aproveitar?

Na primeira hora de Vénus de um dia de Sol e de Santa Mónica, Santa Benedita, S. Gotardo e S. Antonino de Florença
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...