sexta-feira, dezembro 08, 2017

Lua cheia de dezembro

é a Lua de contar as Bênçãos!

estamos no final do ano civil e como é hábito já andamos todos em fase de inventário, revisões, avaliações, conclusões e inícios de novos projetos. quantas vezes começamos algo sem primeiro dar por concluído o ciclo do anterior? sem primeiro agradecer tudo o quanto a situação trouxe? acho que em todos os meus "fechos" dos anos nunca me foquei devidamente na parte da gratidão.
KAZITAFAHNIZEER

a minha concentração nestas alturas era sempre direcionada pela minha vertente exigente e perfecionista (que agora sei ser apenas mais uma formatação de auto boicote) para olhar para aquilo que não foi atingido, aquilo que devia ter sido melhor e aquilo que não queria mais repetir. mas...não é quase óbvio, quando olhamos com algum distanciamento, que me estou a focar apenas numa parte minúscula daquilo que foi o ano inteiro? que ponho toda a minha concentração no que correu mal e que é a isso que dou valor, que o estou a tornar o mais importante para mim...

esta Lua cheia do passado dia 3 é a Lua por excelência própria para que contemos, relembremos, façamos uma lista de todas as coisas/pessoas/situações/vivências pelas quais estamos gratos, que podem ser as experiências que consideramos positivas mas também aquelas que não foram assim tão positivas, afinal todas elas me levaram um pouco mais a descobrirem quem sou.

página do meu Bullet Journal dedicada à Gratidão
este ano irei fazer uma introspeção diferente, irei fazer uma lista de pelo menos duas experiências pelas quais estou grata que tenham acontecido em cada mês, será um balanço anual virado para a Gratidão e não para a Exigência. este ano, irei contar as bênçãos e oh! se são muitas, muito mais do que as experiências que ainda recusei realizar. mas, sim, essas também são importantes de referir, só que essas, independentemente da minha consciência irão regressar até que as aceite e seja grata por elas.

a Gratidão é uma ferramenta poderosa para a prosperidade. quando me concentro na gratidão, escolho estar a valorizar o aspeto positivo daquilo que me acontece, permitindo a religação do meu eu com o fluxo natural da Vida.
se todos os dias eu escolher agradecer, é como se todos os dias eu fosse desfazendo o muro que criei durante anos, esse muro que me foi protegendo, mas que agora só serve para me impedir de chegar onde quero - a um estado mais puro de mim própria.

fica feito o desafio a quem me quiser acompanhar, mesmo se a energia da Lua cheia já não pode ser aproveitada este ano (para o ano há mais se assim quisermos), vamos "balançar" este ano pelo prisma da Gratidão. Experimentemos e vejamos por nós próprios quais as diferenças e os benefícios que daí podem advir.

Grata por estar a partilhar isto contigo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...