quarta-feira, abril 29, 2009

Ritual da Fecundidade

A noite de 30 de Abril para dia 1 de Maio é noite de celebração, é noite de festa. A Mãe está cada vez mais em manifestação viva da sua Força, o Sol está cada vez mais forte e vai poder fecundá-la de forma mais eficiente.


Reza a lenda que uma criança gerada neste noite terá o poder de unir os povos, diz-se que o Rei Artur e Morgana geraram Mordred nessa mesma noite, se é verdade ou não pouca relevância terá, o importante é a lição sobre o poder que esta noite tem e que está ao dispor de cada um para a usar ou não.
Para nós, será uma noite onde além da celebração de gratidão por tudo o que a Mãe e o Pai nos dão, poderemos aproveitar para direccionar a sua energia nos assuntos da nossa vida que mais precisem. É um ritual dedicado ao Fogo, à nossa Vontade de actuar, dirigir o Carro para aproveitar as energias da Roda da Vida.


Precisaremos para realizar este ritual de um Pau de Maio (uma estaca ou vara com rebentos, colocada num vaso com terra), uma vela verde dentro de uma taça, uma taça com carvão acesso, pão e um cálice com vinho. Deverá ser realizado na noite de 30 para 1 de Maio.
No centro do Círculo Mágico coloca-se o Pau de Maio, a Sul o Fogo e a Norte a taça com a vela no seu interior.
Depois de fechar o Círculo Mágico e de realizar o ritual de abertura, dizer:

- Acendamos, com a nossa Arte, o Fogo Sagrado, para que a chama da União arda de novo.
Invoquemos o Grande Deus, para que fecunde toda a Terra e desterre o frio, tornando a Natureza de novo fértil.

Acender a vela da taça e dizer:

- A Força do Fogo está entre nós.


Saudação para Oriente de braços erguidos.
- Tu és o Fogo das Sete Energias que envias o vento sobre a terra inundada. Desces sobre a Terra na forma de orvalho e elevas-te no Ar no voo do falcão. És o carvalho e o raio que o destrói. Floresces entre as flores mais belas, animas o guerreiro, ensinas aos sacerdotes a sua sabedoria e inspiras os poetas. Corres os montes como o javali, gritas como o mar no Inverno, voas como as águias e conheces os segredos das pedras antigas.
Todos desejam a tua chegada.
Consagrar o pão e o vinho pela imposição da vara, passando-os em seguida sobre o fogo.
Dizer:

- Hoje é o dia do amor universal. O Grande Deus uniu-se à Grande Mãe, para que a Terra seja mais próspera e feliz.
Benditos os que se uniram em nome do Grande Deus para celebrar a vida. É o Amor que faz mover as marés, faz girar a Grande Roda do Universo e origina a Vida.
O Amor é o Fogo da Taça e a Força da Vida.
O Sol renascerá no Oriente e iluminará de novo o carvalho, o freixo e o espinheiro.
Pelo Amor invocamos o Verão. Que o Grande Deus traga a fecundidade à Terra e a riqueza às gentes.
Antes de encerrar o Ritual, recordemos as palavras dos Irmãos da Arte "Não fales a ninguém dos nossos trabalhos porque lhes chamariam de pecado."

Realizar o ritual de encerramento e abrir o Círculo Mágico.
O Ritual está terminado.

in Rituais Antigos para um Mundo Novo - Manual de Magia, José Medeiros

Espero que vos seja útil! É mais um dos rituais mágicos que se encontram ao nosso dispor, ajudando-nos a entrar em sintonia com a Terra e com o Divino.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...