sexta-feira, julho 26, 2013

Day 4 "Only God Forgives"

E depois de tanta espera saiu finalmente o novo projeto de Nicolas Winding Refn.


Primeiro é preciso dizer que deste realizador espera-se sempre algo diferente, nenhum dos seus filmes é como o anterior e em cada um parece haver uma integração da mestria que vai revelando. Desta feita, Only God Forgives não é diferente.

Com a estética a lembrar Drive, o ambiente de Valhalla Rising e a violência de Bronson, Only God Forgives é quase perfeito, não fosse a estranheza, a bizarrice que o acompanha desde início e teríamos saído da sala completamente rendidos. (isso e o jeitoso do Gosling ter um final diferente...)

Todavia, creio que essa mesma característica, com o passar do tempo, tornar-se-á numa das melhores qualidades do filme. Seja como for, é um momento único a não perder. Uma viagem ao mundo da maternidade/paternidade, do bem/mal, da justiça/injustiça como não tinha visto ainda.

Refn, you've done it again!

Na primeira hora de Vénus de um dia de Vénus e de S. Ana, S. Sinfório, S. Olímpio, S. Teodulo e S. Rafael
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...