sábado, dezembro 06, 2008

Tiphareth

Já lá vai algum tempo desde o último texto de Cabala, entretanto tivemos espaço para interiorizar as experiências que cada uma destas esferas nos proporcionou. Tivemos tempo para compreender que de Kether recebemos a Liberdade Absoluta, de Chokmah a ajuda Divina e de Binah a Lei necessária para que a nossa Vontade esteja sempre de acordo com o Plano Original. Em seguida a esta interiorização foi-nos concedida a entrada no Paraíso Terrestre de Chesed e aprendemos que, se desobedecermos às regras estipuladas nesse paraíso, Geburah e a sua Justiça entrarão em acção. Nestas duas esferas a lição a retirar é que não é necessário, para conservar a felicidade, esgotar todas as possibilidades.
Com esta consciência nasce Tiphareth, a sexta Sephira.

É a primeira esfera no Caminho do Meio, depois de Kether, e todos os caminhos da árvore da vida vão dar a Tiphareth e Tiphareth vai dar a todas as outras esferas. É neste centro que o Homem toma consciência e integra todas as experiências vividas. Esta sephirot pode ser denominada de equilíbrio perfeito, pois é o que ela representa na verdade. Aqui podemos equilibrar as forças opostas de Chesed e Geburah.

Esta esfera relaciona-se com a mais alta consciência mental que o Homem pode encontrar. O planeta que a representa é Sol e o Deus Apolo. Por essas mesmas razões pode ser associada a Cristo e dá-nos a entender a harmonia existente entre as coisas e o sentido místico do sacrifício e da crucificação.

Normalmente é a esta esfera que me dirijo, em meditação, para me encontrar com o meu Eu Superior. É aqui a morada do meu templo interior. Lembram-se da paisagem que procuramos quando estamos em meditação, depois subimos para outro lado, pois agora, e se quiserem, podem começar a compreender que estão a subir a Tiphareth.

Há já algum tempo que se fala da energia crística, de que todos podemos encontrar em nós a mesma experiência que Jesus viveu ao tornar-se Cristo. Para mim, é nesta esfera que podemos fazer essa união, é em Tiphareth e com as suas qualidades que poderemos integrar a Energia Crística.
Se ele representa o equilíbrio, representa também a harmonia e, por consequência, a Beleza das coisas. A experiência espiritual a retirar nesta esfera é essa mesma, a de encontrar Beleza em tudo, aceitar que todos somos diferentes e que essa diferença não tem conotação positiva ou negativa. Compreender, aceitar e não julgar, é uma tarefa de importância fundamental para essa esfera. Esse tipo de Compreensão está ligado à consciência superior, onde o ser humano se torna puro e se identifica com a realidade maior e transcendente.

A harmonia resulta da analogia dos contrários – Éliphas Lévi

Os anjos associados a esta esfera são Virtudes e o seu Regente é Rafael, o anjo da cura, da energia crística. Fica aqui uma oração.


Glorioso Arcanjo São Rafael, ensinai-nos a viver sobrenaturalmente elevando sem cessar as nossas almas, acima das coisas terrenas.Vinde em nosso socorro no momento das tentações e ajudai-nos a afastar das nossas almas e dos nossos trabalhos todas as influências negativas.Ensinai-nos a viver neste espírito de fé que sabe reconhecer a misericórdia Divina em todas as provações e as utilizar para a salvação das nossas almas. Dai-nos a graça de uma inteira conformidade à vontade Divina, quer ela nos conceda a cura dos nossos males ou recuse o que lhe pedimos. São Rafael, dirigi-nos no caminho da salvação, preservai-nos de todo perigo e conduzi-nos ao Céu.

Assim seja.

Num dia de São Nicolau e de Cassiel, Regente da Energia de Saturno
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...