sexta-feira, fevereiro 20, 2009

O que é um ritual?

Um ritual é geralmente definido como um padrão específico de acções empreendidas para alcançar um resultado final definido. Estas acções podem ser formais ou informais, mas continuam a ser um conjunto prescrito de ritos cujo objectivo é imprimir uma mudança duradoira na vida e na psique do praticante. Quando combinado com a magia, o resultado final pode ser uma mudança poderosa e espantosa.
in Como Fazer Magia de Edain McCoy

Alguns dos Amigos do Grimoire têm-me questionado sobre o porquê de se fazerem rituais e o que são rituais. Para eles aqui vem a partilha que há muito anda a ser adiada.

Muitas pessoas crêem que os rituais são algo rígido, cheio de secretismos e de simbologias incompreensíveis. O que não deixa de ser uma das vertentes possíveis dos rituais, mas dizer que é apenas isso seria limitar uma Arte que pode ser muito mais rica e que pode ser feita de várias maneiras.
A definição dada no início desta partilha é uma das melhores que encontrei para vos oferecer, pois ela mostra que um ritual deve de facto respeitar alguns preceitos, mas que estes podem ser formais ou informais e aí é-nos dada a liberdade para encaixar a rigidez de alguns rituais (os meus por exemplo) e a flexibilidade de outros (aqueles que apenas se sentam em frente à lua e lhe dedicam algumas palavras ou pensamentos). Um ritual pode ser feito em meditação ou até em sonhos!
O importante para vós, que se sentem atraídos por estas Artes, será criar um espaço, um tempo e um estado adequado para se dedicarem a fazer os vossos rituais. Devem utilizar os mesmos objectos sempre e dedicá-los apenas a esses momentos. Se fazem os rituais em meditação, deve habituar-se a fazer uma repetição de gestos reais ou imaginários, criando um padrão único para o início do vosso ritual e para o fim. Porque a chave de um ritual são os padrões, as acções repetidas que realizamos e que ajudam o nosso inconsciente a preparar-se para o diálogo que se vai realizar.

Todavia, um ritual só deve ser realizado se existir um objectivo suficientemente bom, seja ele provocar uma mudança na vossa vida, desde que esta não afecte nada nem ninguém, ou uma celebração simples da Vida Manifestada. Gerar energia e manipular a energia, mesmo que em meditação, não deve ser encarada de ânimo leve, pois toda a acção tem uma consequência e toda a energia não utilizada ajuda a criar forças de negatividade. Isto é uma regra simples do mundo da espiritualidade, até no Feng Shui (uma arte que os mais cépticos aceitam acreditar com mais facilidade) todas as coisas que não são usadas tornam-se prejudiciais na nossa casa e assim é com a todas as energias.

Sintam-se sempre à vontade para me colocar questões, pois sempre que eu for capaz de responder, fá-lo-ei. Agora podem dizer de vossa justiça, o que é para vós um ritual, quais os padrões que usam, e as intenções são ou não importantes?

Num dia de São Eleutério, São Raimundo e de Anael, Regente da Energia de Vénus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...