sábado, agosto 16, 2008

Ritual da Lua Cheia de Agosto

Este ritual é também chamado por Ritual de Comunhão. É um momento de manifestar respeito e agradecimento para com a Mãe Natureza e o Pai do Universo. Este ano, este ritual para mim tem uma força maior, será realizado num sábado com a lua em Aquário numa hora de Lua, no dia de São Roque. Tenho alguns objectivos determinados com este ritual, algo que o ano passado não aconteceu. Este ritual é muito parecido com o Lammas que acabámos de fazer, contudo, hoje percebo a sua diferença, este existe e foi escolhido com um propósito específico. Fico contente por o ter descoberto, caberá a cada um fazer o mesmo, descobrir o mistério que este simples ritual esconde.
  
1 - Fechar o Círculo Mágico.
2 - Ritual de Abertura
3- Ritual:

Acender a vela do ritual (amarela ou laranja).
Colocar o pão sobre o pentagrama, que deverá estar ao meio do altar e envolvido numa coroa de heras.


Controlar a respiração para activar as Energias. Saudar o Oriente flectindo a cabeça.

Dizer:
Senhor da Luz, neste tempo que não é um tempo, neste espaço que não é um espaço, faz descer as tuas Energias sobre este pão, símbolo da Terra e alimento do Corpo, purificando-o e consagrando-o.

Erguer o pão sobre o altar em ofertório e consagração. Comer um pouco do pão e partilhar o resto se houver assistentes.

Colocar o vinho sobre o pentagrama e dizer:
A vinha frutificou, os frutos fermentaram, o espírito manifestou-se. Que esta transformação se manifeste em nós, abrindo-nos as portas do Conhecimento.

Beber um pouco de vinho que deverá ser partilhado se houver assistentes.
Que a memória do passado se transforme em Energia para o futuro, fazendo a ponte entre o manifestado e não manifestado.
Senhor da Luz, faz com que esta comunhão abra as portas do arquivos do meu passado, para que, em consciência, eu possa preparar o meu futuro, cumprindo e realizando o meu projecto neste plano.
Ajuda-me a percorrer o Bom Caminho e a vencer o Bom Combate.

Após o encerramento do ritual, enterrar no campo os restos do pão e do vinho, juntamente com as flores. A coroa de hera poderá ser utilizada em outros rituais e a vela deverá arder até ao fim.

4 - Ritual de Encerramento.
5 - Abertura do Círculo Mágico.

in, Rituais Antigos para um Mundo Novo – Manual de Magia de José Medeiros

Num dia de Saturno e de Cassiel, de Santo Estêvão da Hungria e de São Roque
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...