segunda-feira, setembro 27, 2010

O Conhecimento alcança-se quando estamos em paz e conseguimos escutar

A semana que passou, com a Lua Cheia e o Equinócio de Outono, a pergunta que nos invadiu foi relacionada com a busca do nosso conhecimento.

Durante essa semana as cartas que saíram foram as seguintes:

E elas responderam-nos isto:

Todos sabemos que o conhecimento só se pode encontrar dentro de nós, no silêncio da nossa alma residem todas as respostas. Mas e quando a nossa alma está inquieta? Quando tudo o que conseguimos ver dentro de nós são interrogações, o que fazer?

A confiança é sempre a chave, principalmente quando há tanta dúvida. Confiar que a seu tempo as respostas surgirão, é mais que meio caminho andado para encontrar o que precisamos. 6 de Bastões.
Em seguida, deve vir a capacidade de reflexão que a Rainha de Bastões tão bem nos ensina. Reflectir sobre os nossos actos, o que nos trouxe ao ponto onde estamos, é a etapa seguinte na busca do Conhecimento, sem ela, a busca torna-se inconsciente. Para podermos reflectir, vamos ser "forçados" a aquietar a agitação e isso trar-nos-á a paz necessária para pensar sobre o que devemos mudar.

A mudança de atitude, de forma de pensamento, de vida, deve ser a fase seguinte e sim, ela é obrigatória, uma vez que o nosso interior não está em paz. Essa aspiração a algo trar-nos-á a força necessária para agir, é o Cavaleiro de Bastões. Quando levamos uma vida sem aspirações/desejos é como se não tivéssemos vontade própria, como se o carro estivesse em piloto automático. Esse desejo pode ser simplesmente o desejo de crescimento, aliás, as cartas dizem-nos que para encontrar o Conhecimento esse desejo de crescer deve ser a nossa bússola, a nossa orientação.

Ao seguirmos estas pequenas indicações, quando o nosso interior estiver tão agitado que só vemos ondas de tempestade por todo o lado, vamos ser capazes de alcançar a concepção, o nosso Graal, o Cavaleiro de Copas. É a através da concepção que nos guia à evolução que podemos criar algo que se adeqúe às nossas necessidades e, assim, surge a transformação do que nos inquietava e por conseguinte de nós próprios. 

E foi isto que a Alta Sacerdotisa nos quis ensinar esta semana. O Caminho mais rápido para chegarmos ao Conhecimento é sempre através da compreensão e da acção. Compreendendo o que está a causar um desvio da nossa paz e agindo para que a transformação ocorra e a evolução aconteça.

Na segunda hora de Júpiter do dia de Lua, S. Cosme, S. Damião, S. Elzear
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...