quarta-feira, fevereiro 05, 2014

Neptuno (parte 1)

É o segundo planeta transpessoal e a sua descoberta a 23 de Setembro de 1846 por Johann Gottfried Galle, coincide com o aparecimento do espírito comunitário baseado nas ideias socialistas e comunistas. Uma nova energia surge neste período, o petróleo.

A revolução sideral de Neptuno dura cerca de 168/169 anos, o que é suficientemente lento para apanhar toda uma geração. Por isso a sua interpretação no mapa astral deve ser mais focada, a nível pessoal, na casa em que se encontra mais do que no signo, já que este é geracional.

Sempre associado a:
  • Sacrifício 
  • Altos ideais 
  • Grandes desilusões/ traições
  • Adições, venenos/ escapismos
  • Nevoeiro
Tem a ver com áurea, fluidos e imagem (cinema, televisão, fotografia).
É a 8.ª superior de Vénus.

Onde temos Neptuno temos de dar sem esperar nada em troca.

Rege o signo de Peixes e a 12.ª casa, está exaltado em Leão e em detrimento em Virgem. Encontra-se em queda em Aquário.

O seu ciclo é de cerca de 169 anos, como já foi dito, o que dá mais ou menos 14 anos em cada signo.

As suas qualidades são os sonhos, visões e pensamentos profundos. As suas ilusões e tudo o que é misterioso e a palavra-chave: Intuição.

Na primeira hora de Júpiter de um dia de Mercúrio e de Santa Ágata e Santa Agueda
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...