segunda-feira, novembro 16, 2009

Sobre os desejos

Desejar algo é ter uma vontade de algo, não é um desejo apenas de físico, mas um desejo de alma. Desejar algo é ter a capacidade de sonhar com um outro mundo diferente daquele em que vivemos e essa capacidade é de um campo mais espiritual do que material.

Desejar algo mantém-nos vivos, activa a nossa imaginação, a nossa terceira visão, mas também nos pode fechar dentro de uma ilusão. Como sempre o equilíbrio é a chave.

O Desejo é como o Sonho, comanda a vida ou será que a Vida comanda do Desejo?

Em que ponto de vida estamos nós, temos ou não a capacidade de sonhar? Sonhar com algo mais para nós. Somos ou não capazes de desejar coisas boas para a nossa vida? Temos ou não a coragem de fantasiar mundos por descobrir? Somos exploradores ou largámos as nossas armas?

Seremos ainda uma criança saudável que acredita que tudo é possível, que basta fechar os olhos e partir para um outro mundo onde não há problemas ou quando os há somos perfeitamente capazes de lidar com eles? Onde as portas nos levam a lugares mágicos e as janelas nos mostram outros olhares.

Será triste viver num mundo onde não há espaço para a fantasia? Será triste viver sem desejos?Será triste não ser criança?

Mas às vezes também é triste sonhar e desejar, sonhar e desejar, sonhar e desejar e depois não ver nada a se concretizar...

Haverá um equilíbrio entre estes dois que não consigo compreender?

Por enquanto opto por sonhar, deixo o desejar para mais tarde. Crio mundos de fantasia e desfruto deles. Se um dia os desejar...talvez percam a graça.

Na Segunda hora de Marte do dia de Lua, S. Margarida da Hungria
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...