terça-feira, julho 29, 2008

Carregar, encantar e conferir poder

Já tenho falado dos catalisadores que podemos e devemos utilizar nos rituais mágicos. Contudo, nunca é demais lembrar que esses mesmos catalisadores em si não tem poder até o mago lhes conferir o poder que deseja. Para que tal aconteça é necessário ter conhecimento de como o fazer e esta técnica faz parte daquelas básicas que o mago deve dominar, de forma a facilmente conseguir o que pretende.
Carregar, encantar ou conferir são sinónimos do mesmo acto, ou seja, todos eles significam o acto de passar o poder para o objecto para que este adquira as qualidades que o mago pretende. Vou apenas utilizar o verbo carregar para não fazer muita confusão.
Para carregar um objecto com poder basta agarrá-lo e através das mãos enviar-lhe toda a energia que se pretende. Esta acção deve ser realizada durante o maior tempo possível, o mago deve visualizar a energia a sair pelas mãos e a ser enviada para o objecto. Semanalmente pode-se realizar esta técnica, por exemplo, com cristais. Os cristais podem ser uns bons catalisadores que podemos utilizar diariamente para nos equilibrar, conferir força, autoconfiança, ou qualquer outra qualidade que necessitemos.
A técnica de carregar pode ainda ser realizada através do chakra de poder em vez das mãos. Coloca-se o objecto na nossa frente e depois de termos invocado a energia para o nosso chakra de poder, enviamo-la através do chakra de poder para o objecto.
Esta técnica é bastante simples, mas nem por isso menos importante. Quando utilizamos catalisadores num ritual, seja ele velas, pedras ou símbolos, estes devem ter a nossa energia e devemos carregá-los com o poder da intenção que pretendemos, acreditem que é completamente diferente comprar uma vela e colocá-la assim mesmo no altar do que carregá-la primeiro.

Num dia de Marte e de Samael, de Santa Marta e de Santa Beatriz
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...