sexta-feira, junho 19, 2009

O Universo em acção

Hoje é um dia importante para mim e, como tal, surgiu a necessidade de registar as minhas sensações, observações, reflexões. Ainda não é a reflexão da semana com a carta do Universo, pelo menos não baseada nas energias que nos acompanharam esta semana.

Hoje é um fim, um fim de ciclo que irá ser um início novo. Todos os anos assim tem sido, todos os anos assim tem sido aceite. Confiando que o Universo me colocará onde a minha essência será necessária e com outras essências que me serão necessárias.

Este ciclo começou exactamente onde agora estou, em frente ao computador e as lágrimas a caírem. Não queria acreditar que iria ter de passar por mais uma experiência dolorosa, mais tarefas emocionalmente difíceis e sem grande compensação pessoal. Não estava pronta para mais 9 meses de luta, luta solitária.

Mas a nossa visão é muito curta e nem sempre aquilo que achamos está correcto. Assim, aquilo que achava que iria ser um ciclo árduo e penoso, acabou por ser um ciclo cheio de Amor, Alegria e Gratificação.
E, por ter sido tão bom, foi emocionalmente difícil ter de deixar terminar.

A minha escolha é esta, uma escolha que implica um envolvimento emocional enorme, mas que desde o primeiro dia tenho consciência que irá terminar, que a Roda da Vida nos separará pois as nossas tarefas em conjunto não são para sempre. Apesar dessa consciência, ainda é difícil largar.

Não me custa aceitar que tenho de partir, mais uma vez. Não me custa aceitar que depois de mim, outra virá que faça o seu papel, tão bem ou melhor que eu. Não me custa aceitar que irei para outro lado e passarei novamente por este ciclo. Sabem porquê?

Não por achar que assim é mais fácil, não por praticar o desapego. Mas apenas porque o vejo nos olhos deles todos. O Universo não seria cruel e separaria pessoas que se amam e que desejam continuar juntas, se não tivesse um papel mais importante para cada um deles. Nisto eu creio!

Então, foi uma semana bonita, uma semana em que deixámos as emoções vir mais ao de cimo, expressámos melhor o que sentíamos, apesar do nó na garganta, e nos despedimos a sério, com abraços e beijos intensos. Um brilho nos olhos e um sorriso nos lábios, com a esperança de que tudo será para o melhor de todos.

Esta semana fez-me pensar nas relações que mantenho com as pessoas e em como este ano mudei tanto. Fiz novos amigos, aqui e em todo o lado. Abri o meu coração e sinto-me livre. Faço o que tenho vontade de fazer, acreditando sempre que é para o Bem Maior. Sinto-me realizada como há algum tempo não sentia, estou feliz.

O que me leva à segunda parte desta reflexão. O mundo da Blogosfera e as relações que aqui se estabelecem são tão verdadeiras, no sentido de reais, como as que criamos em físico. Esta semana tive o prazer de conhecer pessoalmente mais um amigo encontrado aqui neste mundo virtual.

Conhecemo-nos de blogue e de mails, mas nunca entrámos em grande intimidade, se acontecia era porque algum post tinha levado a isso, nunca por iniciativa de algum. Isto para dizer que seria de esperar que quando estivéssemos juntos, tété-á-tété, pudesse haver alguma sensação de estranheza, mas não.
A conversa e o à vontade eram de tal ordem que parecia que toda a vida tínhamos feito aquilo, que aquele encontro era apenas mais uma jantarada entre amigos. Como foi bom!

E desta forma simples duas situações da minha vida se cruzam para fazer sentido. Quando temos tanto para dar não importa que não conheçamos a pessoa, que saibamos que aquilo vai chegar a um fim (rápido), que seja no mundo físico ou no virtual, Quando somos verdadeiros connosco, o Universo surge e dá-nos tudo o que precisamos. E se eu precisava deles, deles todos!!!

Amo-vos de coração a todos, mesmo áqueles que me trouxeram prendas menos fáceis de aceitar, mesmo àqueles com os quais a minha energia não se cruzava, amo-vos pela vossa capacidade de dar e ser assim inocentes, fazendo com que o nosso caminho seja preenchido de tudo. Amo-vos por se terem disponibilizado para me ensinar tanta coisa! Amo-vos simplesmente!

E a vós que leis estas minhas palavras e que fazeis parte da minha vida, digo-vos também que vos amo, seja o leitor que não se manifesta, o tímido que aqui entra e não volta ou os corajosos que me colocam questões, oferecem partilhas e ajudam quando eu peço. Amo-vos a todos e obrigada por terem contribuído para que este ciclo fosse tão Belo.

Num dia de Santa Juliana e de Anael, Regente da Energia de Vénus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...