quarta-feira, maio 28, 2008

O Pentagrama

O Pentagrama, também conhecido pela Estrela de Cinco Pontas, é desde sempre associado aos ritos, estando presente no centro do altar, mas afinal o que significa?
A simbologia do pentagrama é algo que considero difícil de descortinar, é uma das chaves que abre as Portas dos Planos Superiores, cujo seu acesso é difícil porque pode ter várias interpretações. Como sempre a riqueza dos símbolos é exactamente essa, a de se ir alterando conforme a nossa consciência e conhecimento vão despertando, as portas podem ser sempre as mesmas e as chaves também, tudo depende da perspectiva.
O pentagrama já foi estudado por muitos esotéricos famosos, que escreveram rios sobre o seu significado; contudo, para mim torna-se difícil de dizer o que é mesmo esse símbolo tão poderoso e enigmático, talvez porque ainda não saiba mais do que aquilo que ele simboliza no ritual. Tentarei aqui falar um pouco sobre o que neste momento sei, claro, tudo sobre a prespectiva dos Rituais.
O Pentagrama é uma chave que se utiliza nos Rituais para abrir as portas de acesso ao Plano Espiritual. Simboliza os quatro elementos unidos pela Vontade do Mago, estando cada um num vertice, começando da esquerda para a direita: Água, Fogo, Terra, Ar e o último, que está em cima, Espírito. O Espírito é a Vontade, a Intenção que o Mago coloca nos seus trabalhos, que dominando os elementos que constituem a parte física deste mundo, consegue ou não atingir os seus objectivos.

Existem dois pentagramas e normalmente aquele que está virado para baixo associa-se à Magia Negra, aquela que pretende lidar apenas com este Plano Denso e não se religa ao Plano do Espiritual. O que se encontra com a ponta virada para cima associa-se à Magia Branca. Vamos esclarecer que nada disto para mim faz sentido, isto é aquilo que normalmente se diz. Para mim a Magia é algo neutro e dependendo de quem a manipula teremos então essa diferença entre Mago que opera com as Forças e Poderes dos Planos Superiores ou o Mago que opera com as Forças e Poderes do Plano Denso. O Pentagrama permite-nos adquirir diversos resultados dependendo da orientação que se lhe dê.

Para mim faz mais sentido nomear cada um segundo essa orientação. Se o pretendermos utilizar numa perspectiva de evolução, colocá-lo-emos com o vértice para cima, mostrando que o Caminho é ascendente, que pretendemos estabelecer contacto e pedir a ajuda das Entidades Superiores. Todavia, poderemos querer fazer um percurso involutivo, preferindo manter um contacto com as Entidades de Baixo Astral, cujo seu objectivo é evoluir a qualquer custo, para tal basta colocá-lo com o vértice para baixo, mostrando que o Caminho é dirigido à parte densa, ao que está em baixo.
O Pentagrama pode ser também utilizado para outras evocações, como por exemplo do nosso Anjo da Guarda. Este símbolo é de facto poderosíssimo e quem o conhecer e dominar terá acesso a Planos que nunca antes imaginou existir. É por esta razão que ele se encontra sempre no centro do Altar, para abrir a porta da Comunicação.
Para melhor compreendermos o pentagrama devemos estudar os seus significados e depois fazer muitas meditações, separar o trigo do joio e criar o nosso próprio vocabulário sobre este símbolo, a nossa própria forma de comunicar com esta chave.

Num dia Mercúrio, do Arcanjo Rafael e de São Germano de Paris
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...