sábado, maio 17, 2008

Plexo Sacro ou o Centro Coccígio

Nos últimos textos, quando menciono Mitologia, tenho falado muito de Saturno, mas hoje será o dia de falar mesmo dele, pois este centro energético, situado na base da coluna, é o centro de Saturno.

Este chakra é o que capta a energia telúrica (aquela que vem directamente do centro da Mãe Terra), e que distribui essa energia vital pelos nossos restantes chakras, principalmente pelos dois primeiros. É através deste plexo que recebemos a energia para viver, aumentando as nossas relações com o plano físico, daí que quando está desequilibrado não tenhamos vontade de viver neste mundo. Este plexo é importante porque nos transmite a energia necessária para podermos viver, para termos vontade de viver, dando-nos vitalidade e capacidade física.

Quando está com falta de energia, perdemos a vontade de agir neste mundo, deixamo-nos enrolar pela negatividade e perdemos os desejos de fazer alguma coisa. Quando fica muitas vezes sem energia podemos chegar a perder mesmo a capacidade de realizar as actividades diárias, dando-nos um aspecto muito mais velho do que temos na realidade.

Neste centro não consigo imaginar uma hiperactividade, pois desde que não esteja bloqueado, a energia mesmo que seja em excesso vai subir pela nossa coluna vertebral e redistribuir-se pelos restantes centros. Talvez só consiga imaginar que no caso de estar hiperactivo nos dê uma vontade e uma ligação demasiada com este Plano, mas não vejo neste momento que isso possa ser algo negativo.

Este centro tem ainda uma particularidade muito interessante, quando bem trabalhado abre-nos as portas para os nossos arquivos pessoais. Saturno está associado ao carma, às leis da causa e do efeito e por isso mesmo é neste centro que poderemos encontrar as ligações que temos com as nossas vidas passadas.
Se este plexo estiver bem limpo e com uma actividade normalizada, poderemos despertar em nós as qualidades que fomos adquirindo pelas outras vidas que experimentámos. Vamos lá então trabalhar: queimar o incenso de mirra e acender a vela vermelha, visualizar que da vela saí um vórtice de luz encarnada que se dirige ao nosso centro raiz e o limpa e activa correctamente. Façamos uma meditação mergulhando nos nossos Arquivos.
A história de Saturno já foi exposta neste blogue e por isso não me vou repetir. O que ainda não expus foi o que lhe aconteceu depois de ter sido deposto pelo seu filho Júpiter, tendo então refugiando-se no Lácio. Lá exerceu a soberania e fez reinar a idade do ouro, cheia de paz e abundância, e ensinou aos homens a agricultura. Em Lácio, criou uma família e conduta novas, mostrando que se havia modificado e transformado num Pai mais amável. Esta história mostra-nos que temos sempre a oportunidade de mudar as nossas condutas e redefinir as nossas vidas, aproveitando as energias que estão à nossa disposição.

Num dia de Saturno, de São Possidónio, de São Pascoal, de São Torpes e do Arcanjo Cassiel
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...