sexta-feira, maio 30, 2008

Os dias de contacto com o Anjo da Guarda

Abbott Handerson Thayer


Há coisas tão giras! A história por detrás deste livro que mencionei ontem é muito engraçada, tão engraçada que me apetece escrever sobre isso. Esta situação é engraçada porque me vem mostrar a sincronia que existe no Universo, foi-me oferecida uma peça que faltava no meu puzzle, e que parece encaixar na perfeição.

Foi isto que me aconteceu: livre de empecilhos recomecei o meu Caminho, estamos sempre a recomeçar, que bom! Fui até à Fnac comprar uns livros que há algum tempo tinha em mente para adquirir, sim porque tudo aquilo que aqui escrevo vem de estudos que faço em livros, não julguem que ando para aí a absorver o que os outros dizem e depois debito como se fosse meu. Apesar de já ter feito um curso de meditação, um de magia e outro de espargiria, não posso dizer que é daí que vem o meu conhecimento.

 Sempre fui autodidacta, começando por descobrir a verdade que havia em mim, como já expus noutro texto, depois comecei por estudar o tarot, mas sempre sozinha e desde então que não paro, pois o conhecimento é algo que considero importante. Mas tudo isto para dizer que aqui tudo é fruto de trabalho árduo, de estudo, de gestão do meu tempo com o dos que amo, de disciplina e de dedicação e que sempre que escrever algo de outra pessoa, a fonte será mencionada, sempre que utilizar palavras ou expressões de outra pessoa, também o direi. Aqui o que existe é humildade em aceitar as coisas que não sei e autoconfiança para assumir aquilo que sei.

Mas como estava a dizer, fui comprar um livro, decidida a trazer um da esotérica Helena Blavatsky, venho de lá com mais um de Haziel, ainda por cima sobre Angeologia!!! A razão para isto ter acontecido parece-me clara como deixei de me alimentar do conhecimento de outra pessoa, este livro veio-me direitinho para às mãos. Desta forma milagrosa, percebi que para mim e para o caminho que me propus a trilhar, é importante não manter um contacto tão próximo com outras pessoas esotéricas, pois poderei acabar por me castrar na minha vontade de Conhecer, ou que tenho de ficar alerta para esse tipo de situações, pois não é por causa de uma má experiência que vou abandonar os outros. Relembrei também que as verdades dos outros não têm de ser as minhas porque a minha capacidade de compreensão é única pois parte do somatório das minhas experiências que mais ninguém teve.

O bendito livro, Comunicar Com o Seu Anjo da Guarda, é extremamente interessante e nele descobri que temos à nossa disposição 5 dias por ano em que o contacto com o nosso Anjo da Guarda é mais forte do que habitualmente. Atenção, não quer dizer que nos outros dias do ano não seja, mas estes serão os dias exclusivamente dedicados a nós e ao nosso Anjo Pessoal.

Cada dia tem um anjo e consequentemente no nosso dia de nascimento obtemos o anjo que rege esse dia. Este Anjo é aquele que nos vai acompanhar toda a vida, pelo menos enquanto assim o desejarmos.
Haziel justifica estes 5 dias através de uma teoria sobre a multiplicação dos 72 anjos por cinco (os cinco dias) que dá um total de 360, ou seja, os graus existentes numa circunferência e, por conseguinte, na roda zodiacal. Obtendo assim uma divisão por signos e por dias do ano, faltam os tais cinco dias (365 é o total de dias num ano) que são os que o Anjo dedica ao seu Protegido. No outro dia falei do pentagrama e cá está ele outra vez representado pelos 5 dias de contacto com o nosso Anjo. Este pentagrama está sempre a evoluir na sua significação.

Descobri então sobre mim que tenho um Anjo que está disponível para me ajudar sempre mas que cinco vezes por ano posso contactá-lo que ele estará lá, mais forte que nunca! Fiquei muito feliz, pois apesar de sentir que tenho uma boa ligação com o meu Anjo, fico mais descansada por saber que o posso mimar e inundar de Amor num dia em que ele é só meu. (Reparem na necessidade de Posse, ai este Ego! Estou a brincar...)

Bom, depois disto registo aqui a Invocação aos seis Anjos de Carneiro, para me dar energia intensa e fortalecer o meu desejo de renovação, pois ainda há muita coisa para deitar para o lixo, pois o maldito coração está magoado mas a mente não o deixa carpir as mágoas, dilemas...

Invocação aos Anjos de Carneiro:



Anjos de Fogo, que iluminais sem queimar, ofereço-vos o meu canto, o meu louvor, ao mesmo tempo que me inclino para pedir a vossa ajuda.
Penetrai com as vossas Essências de Vontade intensa, pois desejo provar os frutos, maravilhosos, saborosos, de uma acção concertada.
Fazei-me encontrar a boa semente pois desejo, acima de tudo, ardentemente, semear, plantar, cultivar, para poder colher a mais bela ceifa: a paz e a prosperidade espiritual e material.
Ámen

Será escusado dizer que considero este livre importante para se ter, pois através dele poderemos chegar com alguma facilidade, pois Haziel escreve sempre muito fluidamente, ao nosso Anjo Tutelar.

Num dia de Vénus, do Arcanjo Anael e de São Fernando
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...